Coronavírus

Visate parcelará folha de pagamento

Diretoria da empresa já comunicou aos funcionários não ter recursos para pagar a integralidade dos valores até a data legal
25 de março de 2020 às 15:07

Desde o início da semana, frota em circulação é de apenas 25% da usual (Foto Ícaro de Campos, Divulgação/Banco de Dados)

A Visate confirmou, por meio de comunicado na terça, 24, que não terá capacidade financeira para pagar integralmente os salários de seus funcionários no dia 6 de abril. No dia 20 de março, a empresa colocou à disposição dos funcionários 15% dos salários – normalmente, a Visate deposita a quinzena no dia 20 de cada mês, cabendo ao funcionário retirar ou não. Na nota assinada pelo superintendente Fernando Ribeiro está a informação de que no dia 6 serão depositados somente 35%.

Ribeiro sustenta que a crise criada pelo coronavírus agravou a capacidade financeira da empresa, que já estava abalada pelas medidas públicas adotadas nos últimos três anos. Da receita total da empresa, 54% estariam comprometidos com a folha de pagamento. Boa parte dos recursos tem ingresso no final do mês pela compra do vale-transporte pelas empresas aos seus funcionários. Como estes clientes estão operando de forma precária, não houve a compra do benefício.

Ribeiro afirma que a empresa tenta garantir 50% dos salários de março, cesta básica e plano de saúde, mesmo sem ter receita para isso. E não dá segurança alguma em relação à outra metade, nem mesmo certeza sobre a manutenção dos empregos. Na nota, ele diz que a concessionária está buscando linha de crédito junto às instituições financeiras para honrar os compromissos. “Esta é a dura realidade que vivemos”, conclui.