Política

Vereadores criticam ataque de Daniel Guerra à imprensa

Postagem do gestor no Facebook tenta atingir a credibilidade da mídia
01 de agosto de 2019 às 08:34
Foto: Facebook, Reprodução.

Uma postagem do prefeito Daniel Guerra/Republicanos, no Facebook, atacando a imprensa, na segunda-feira (29), repercutiu negativamente na sessão desta quarta (31), no Legislativo de Caxias do Sul. O caso foi levantado pelo vereador Alberto Meneguzzi/PSB. Na rede social, o chefe do Executivo utiliza dado de uma pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNA), que apontou índice de 3,7% para a credibilidade da imprensa. Em uma postagem paralela, o gestor alega que gastou R$ 4 milhões a menos que os antecessores em publicidade, mas que a mídia não havia divulgado a informação.

Na opinião de Meneguzzi, o posicionamento do prefeito revela o caráter omissivo dele, principalmente, com relação aos problemas do Município. “Ele não quer ser questionado. Mas toda figura que tenha um cargo público, que receba por isso, tem que prestar contas das suas atividades. Os veículos estão passando por enormes dificuldades. Eles não ficam passando aí o chapeuzinho por causa de verba publicitária. Se manifestar em redes sociais e não ter o contraponto é fácil”, avaliou.

O parlamentar questionou onde o Executivo gastou o dinheiro que disse ter economizado em propaganda. Valor que, segundo Meneguzzi, tem a participação do parlamento. “Graças ao Legislativo também tem essa economia. No ano passado, o Executivo queria gastar mais de R$ 10 milhões no Gabinete Itinerante, o popular cafezinho com o prefeito, mas nós realocamos parte do valor”, lembrou.

 

INCOERÊNCIA

Sobre a segunda postagem, Daniel Guerra cobra que a imprensa faça a checagem das informações para não publicar fake news. Contudo, o vereador Alberto Meneguzzi pondera que ele próprio não faz o que impele à mídia. “É o prefeito que mais posta fakes. Um prefeito que publica notícias falsas nas suas redes sociais e vem querer falar em checar a realidade dos fatos. A primeira coisa que ele não faz é checar a realidade dos fatos. Ele é cópia, a miniatura do presidente Bolsonaro”, comparou.

Em aparte, o colega de bancada, Eloi Frizzo, ressaltou que as postagens do prefeito se deram depois que o partido protocolou o projeto de lei que regula a publicidade do governo. “Aquele prefeito que falava que as obras falavam por si e que não precisava gastar dinheiro em publicidade. Hoje, o Samae está anunciando que vai fazer uma adutora de ferro fundido. Um texto totalmente inócuo, que não agrega nada do ponto de vista de informação à cidade”, salientou.

O vereador Adiló Didomenico/PTB também se manifestou contrário à atitude do prefeito. Ele revelou que o conflito com a imprensa foi numerado como o 208 na lista de polêmicas do Executivo, elaborada por ele. “Estamos perplexos com o fato de o prefeito cutucar a imprensa, querer debitar agora também para a ela o seu desgoverno, os problemas de Caxias. Não sei com quem falta brigar ainda em Caxias. Lamentavelmente, para governo ruim só tem um remédio, que é o voto, através da soberania da população”, analisou.