Política

Vereadores cobram diálogo

25 de setembro de 2019 às 09:15
Foto: Gabriela Bento Alves, Divulgação

Depois de protestarem em frente ao Centro Administrativo Municipal, o grupo de pessoas beneficiadas pelo projeto Conviver ocupou as galerias da Câmara de Vereadores. Com instrumentos musicais, apitos, bandeiras, faixas e cartazes, eles foram pedir ajuda do Parlamento às reivindicações.

A ação correu durante pronunciamento do vereador Alberto Meneguzzi/PSB. O discurso foi interrompido pelo brado em favor da manutenção do projeto e por palavras de ordem, como “Fora Márcia”, a secretária de Esporte e Lazer.

O socialista lamentou a ausência do prefeito Daniel Guerra, que viajou para Fortaleza/CE e criticou a postura de Márcia Rohr da Cruz. “Ela não deveria nem ter voltado para a Smel. Esse pessoal todo não vai ser recebido pelo prefeito, porque ele, de novo, eu não sei se o líder do governo pode nos confirmar, está viajando. Ele está em Fortaleza, junto com o irmão novamente. De qualquer maneira, a gente espera que todo esse pessoal seja recebido de forma democrática”, salientou.

O presidente da Comissão do Idoso, vereador Felipe Gremelmaier/MDB reiterou a necessidade de o projeto ter continuidade. Segundo Gremelmaier, dados revelam que o Conviver tem dado resultados positivos, principalmente, no tratamento da depressão, que atinge muitos idosos. “Eles não estão pedindo nada mais que a manutenção de um projeto que beneficia cerca de 3.500 idosos. É fundamental manter os vínculos entre eles e os professores. O Executivo precisa dialogar com eles e garantir que o Conviver tenha continuidade”, afirmou.





Publicidade