Economia

VAREJO: Confiança tem quarta queda seguida

12 de agosto de 2019 às 10:15

A confiança dos varejistas gaúchos permanece em queda após o primeiro semestre de fraca atividade econômica, de acordo com nova pesquisa divulgada pela Fecomércio-RS. Em julho, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio atingiu 111,7 pontos, o que representou recuo queda de 2,7% na margem. Quando comparado ao mesmo período do ano passado houve aumento de 18%. Na média em 12 meses, o indicador soma 113,1 pontos, maior nível desde outubro de 2014.

A queda na margem, pelo quarto mês consecutivo, foi verificada em todos os seus indicadores. Porém, houve desaceleração na retração, após o resultado de junho ter caído 5,2%, influenciado pelo forte recuo no índice de condições atuais do empresário do comércio. Em julho, com nova queda na margem, o índice atingiu 90,4 pontos, após variar -3,5%. A percepção com relação às condições atuais da economia teve a queda mais intensa, de 6,4%, para 81,2 pontos. Permanece abaixo dos 100 pontos também o item relacionado às condições atuais do setor, enquanto o subindicador relativo à situação atual da empresa segue próximo ao patamar neutro.

O índice de expectativas, que registra níveis historicamente elevados e contribui diretamente para que o indicador geral permaneça acima dos 100 pontos, marcou 145,1 pontos após recuar 3% em comparação ao mês passado, em sua quarta variação negativa consecutiva. Mesmo assim, o otimismo ainda se mantém acima do mesmo período do ano anterior, registrando alta de 15,2%.

O índice de investimentos, pelo segundo mês consecutivo, sofreu retração na margem, de 1,5%, colocando o indicador abaixo da linha de neutralidade (100 pontos). As quedas foram registradas no subindicador relativo à contratação de funcionários, 2,2%, e com relação ao nível de investimento, 1,8%. A situação atual dos estoques permaneceu praticamente estável.





Publicidade