Economia

Receita da Marcopolo cresce 10% e lucro, 117%

06 de agosto de 2019 às 08:55
Foto: Divulgação

Com receita líquida consolidada de R$ 2,040 bilhões, a Marcopolo cresceu 9,9% no primeiro semestre desse ano em relação ao mesmo período de 2018. Os destaques da empresa, que celebra, nessa terça, 70 anos do início das atividades na fabricação de carrocerias de ônibus, foram o incremento das vendas no mercado interno, na ordem 52,5%, e os resultados obtidos com os programas visando ainda maior produtividade, qualidade, satisfação total dos clientes e redução de custos de materiais, que proporcionaram aumento da eficiência operacional e do lucro líquido, que atingiu R$ 117,9 milhões, alta de 117,1%.

A produção mundial da Marcopolo cresceu 13,2%, para 7.837 unidades contra 6.922 no mesmo período do ano anterior. As atividades nas unidades brasileiras também avançaram e passaram de 6.076 unidades para 6.875 unidades, incremento de 13,2%. Os segmentos que mais cresceram foram os de micro-ônibus (57,2%) e dos veículos Volare (35,5%). “Os resultados reforçam a consistência do processo de recuperação do mercado interno, com aumento de volumes em todos os segmentos de negócio”, destaca José Antonio Valiati, CFO e diretor de Relações com Investidores da Marcopolo.

Nas exportações, o segmento de rodoviários apresentou o melhor desempenho. Mesmo com queda de vendas para a Argentina, mostrou crescimento de 25,5% em volumes no semestre. As vendas de urbanos tiveram retração trimestral especialmente em função da forte base estabelecida no primeiro semestre de 2018, quando as vendas para o continente africano foram destaque. A expectativa é de uma recuperação das exportações a partir do fim do terceiro trimestre deste ano, com o segmento de rodoviários mostrando ainda melhores resultados.