Política

Projeto que torna bancas de jornais em Patrimônio Imaterial será votado na próxima semana

Vereador Rafael Bueno clamou por respeito aos donos das bancas durante sessão desta quinta-feira
28 de novembro de 2019 às 14:22
Foto: Daniel Corrêa, Divulgação

Na próxima terça-feira (3), a Câmara Municipal de Caxias do Sul votará o projeto de lei que reconhece as bancas de jornais e revistas do Município como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial. A matéria entrou na pauta desta quinta-feira em primeira discussão e foi aplaudida por donos de bancas que estiveram no plenário. O projeto de lei é de autoria dos vereadores Edio Elói Frizzo (PSB), Paulo Périco (MDB) e Rafael Bueno (PDT).

Nesta quinta-feira, Bueno utilizou a tribuna para destacar a luta histórica dos jornaleiros e livreiros em Caxias do Sul. Lembrou que as bancas têm as contas em dia, ao contrário do que alega o Executivo, e que os donos não estão conseguindo trabalhar por conta do fechamento dos espaços Além disso, o parlamentar lembra que a Prefeitura já descumpriu medida judicial, pois pintou quatro bancas espalhadas pela cidade, descaracterizando-as, à revelia de decisão do Judiciário.

Por meio de fotografias das estruturas e de um vídeo veiculado na imprensa, o vereador expôs a repercussão negativa do caso. “Daniel Guerra, deixe essas pessoas trabalharem em paz, chega de destruir nossa cidade. Eles sempre trabalharam com legalidade e têm como provar isso. A Câmara tem o compromisso de votar esse texto e devolver as bancas de revistas a esses trabalhadores”, enalteceu Bueno. A sessão foi acompanhada por Roque Simas, Rogério de Mello, Ana Furlan e Ivanda Francescatto, donos de bancas.