Cidades

Presidente da Câmara expõe trabalho na CIC

Flávio Cassina foi o palestrante da reunião-almoço da entidade empresarial nesta segunda
20 de agosto de 2019 às 09:18
Foto: Julio Soares, Divulgação

“A Câmara de Caxias tem buscado inúmeras formas de auxiliar na volta do crescimento da cidade. Tem discutido e sugerido medidas para desburocratizar os processos ligados ao município. Também vem buscando contribuir para o planejamento da cidade, crescimento das empresas e atração de novos empreendimentos”. A afirmação é do presidente da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, Flávio Cassina, na palestra que fez nesta segunda-feira (19) para um público de 230 pessoas que esteve na reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC).

Segundo Cassina, de janeiro até 6 de agosto de 2019 foram protocolados 2.028 documentos, que vão desde indicações, moções, requerimentos e projetos de lei até emendas à Lei Orgânica. “Só de projetos são 147 novas proposições”, revelou. Também foram deliberadas 213 matérias em plenário, 15 distinções e homenagens, além de mais de 10 audiências e reuniões públicas, com a participação de 1.500 pessoas. O vereador também citou as 17 leis promulgadas pelo Poder Legislativo neste ano. Nesta Legislatura, o plenário dos vereadores apreciou 60 projetos de autoria do Executivo, registrando mais de 90% de aprovação.

De acordo com Cassina, a estrutura da Câmara, que conta com 23 vereadores, de 12 partidos, é enxuta. São 154 profissionais, sendo 39 servidores efetivos, 86 cargos em comissão e 29 estagiários. Ressaltou que, em Caxias, os vereadores não possuem verba de gabinete, não recebem 13º salário, vale-refeição, vale-transporte e cota de combustível, além de o presidente da Câmara não ter adicional por estar na função. “Temos procurado adotar uma gestão responsável à frente do Legislativo caxiense”, afirmou Flávio Cassina.  

Durante a reunião-almoço, o presidente do Movimento Mobilização por Caxias (MobiCaxias), Carlos Zignani, convidou o Legislativo para assumir uma vice-presidência da organização. A entrega do documento para Cassina coube a Ivanir Gasparin, presidente da CIC, e a Zignani. O Legislativo junta-se à iniciativa privada, Poder Executivo e Academia, representada pela Universidade de Caxias do Sul, na condução diretiva do Mobi.





Publicidade