Cidades

Pinhal Alto resgata as tradições germânicas

Comunidade de Nova Petrópolis promove nova edição do Kerb Im Tannenwald
12 de setembro de 2019 às 10:32
Foto: Vini Martins & Marcelo Farinha, Fotos 50mm/Divulgação

A maior festa cultural do interior de Nova Petrópolis será neste final de semana, dias 14 e 15. Pinhal Alto será palco de inúmeras manifestações culturais germânicas durante a 14ª edição do Kerb Im Tannenwald. Jogos germânicos, artesanato, música e gastronomia típica, além da tradicional missa em homenagem à padroeira da comunidade, Imaculado Coração de Maria, são as atrações principais.

As atividades terão início no sábado, com a realização de oito jogos germânicos, disputados entre as nove equipes formadas pelas diferentes localidades que compõem o distrito. Com animação da Super Banda Real, os jogos fazem alusão às atividades dos imigrantes. Dentre eles, estilingue gigante para arremesso de cabeças de repolho, escorregar sob uma lona molhada e beber chope, corrida do chope com tamancos, debulhar o milho e arremessos de ovo e chope. Ao meio-dia, haverá almoço no local ao custo de R$ 22, antecipado, e R$ 26, na hora. Em caso de chuva, as atividades ocorrem no pavilhão da comunidade.

Ainda, no sábado, será celebrada missa, às 19h, em homenagem à Padroeira do Imaculado Coração de Maria, expressando a religiosidade dos moradores locais. A programação termina com o jantar baile de Kerb, com animação da Super Banda Real, apresentações de grupos de danças alemãs e disputa de chope em metro. Os ingressos custam R$ 40, antecipado, e R$ 45 na noite.

Para o domingo é preservada a tradição de reunir as famílias para a comemoração do kerb. Assim, as atividades se iniciam somente às 15h, com o desfile do bierwagen (carro de chope) pela Rua Vicente Prieto, levando a tradição do kerb às ruas e convidando a comunidade para participar da domingueira, no pavilhão da localidade, com custo único de R$ 5. Em caso de chuva, a carreata é cancelada e a programação segue no pavilhão.

Comunidade mostrou a força cultural

No sábado (7) a comunidade cultural se reuniu para apresentar a história das 16 famílias que chegaram à localidade a partir de 1850 até a realização do primeiro kerb. Um espetáculo reuniu teatro, dança, música e canto. Helena Seger Weber, moradora da localidade e filha de Walter Seger, que escreveu a história de Pinhal Alto, lançou seu primeiro livro "Central Pinhalense". O livro reúne 30 histórias contadas por populares durante as suas viagens de ônibus da localidade até o centro da cidade. No domingo, 60 caminhantes exploraram as belezas na 2ª Caminhada Pré-Kerb Pinhal Alto, passando por estradas vicinais e trilhas.





Publicidade