Economia

Otimismo dos varejistas gaúchos recua em abril

Demora na recuperação da economia reduz a confiança do setor
08 de maio de 2019 às 10:39

Após sete meses de taxas positivas, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio caiu em abril, de acordo com a pesquisa divulgada pela Fecomércio-RS, nesta terça-feira (7). Em comparação com o mesmo período em 2018, houve variação de 11,2%, alcançando 123,2 pontos. As avaliações com relação às expectativas e aos investimentos foram os subindicadores que puxaram a queda.
O presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, explica que, de forma geral, a percepção dos empreendedores se mantém mais otimista em 2019 em comparação ao ano passado. “A queda marginal aponta para a falta de confiança porque a recuperação da economia não tem sido tão rápida quanto se esperava. Além disso, a forma como tem se dado a tramitação da Reforma da Previdência também reduz as expectativas de seus efeitos ainda em 2019”, comenta Bohn.
O levantamento mostra que o índice de expectativas atingiu 157,6 pontos, variação positiva de 4,2% em comparação com abril de 2018. No entanto, frente ao mês anterior, houve baixa de 2,4%. Já o índice de investimentos alcançou 103,3 pontos, diferença de 14% em relação ao ano passado. O recuo em comparação ao último mês foi de 2,8%. 
Ao atingir 108,6 pontos em abril de 2019, o índice de condições atuais manteve-se estável perante março deste ano, com queda de apenas 0,5%. A taxa interrompe a trajetória de crescimento que se verificava desde setembro de 2018. A estabilidade reflete a pausa da elevação na avaliação do contexto atual econômico e da própria empresa, e a desaceleração da alta relativa à avaliação do setor.