Política

Oposição critica viagens do prefeito de Caxias

Vereadoresponderam a falta de resultado da despesa paga pelos cofres públicos
29 de agosto de 2019 às 12:17
Foto: Gabriela Bento Alves, Divulgação

O que era para ser apenas um pronunciamento sobre a ineficácia do Executivo com relação a pequenas obras de infraestrutura acabou se transformando em uma série de críticas a respeito da postura do atual governo municipal. Na tribuna da Câmara, na sessão desta quarta-feira (28), o vereador Rafael Bueno/PDT, criticou a ineficiência do Executivo de Caxias para resolver a precariedade de dois acessos à BR-116: na rua Primo Antônio Bertoletti, no bairro Cristo Redentor e na entrada da Vila Ipiranga.Ele mostrou imagens de um poste de energia elétrica que interrompe o trânsito no local.

Rafael contou que foi vítima de um passa e repassa entre as secretarias municipais de Obras e de Planejamento, que transferiu a responsabilidade para o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). “Procuramos a Secretaria de Obras para tirar esse gelo-baiano, que é o que obstrui a rua. A Secretaria de Obras diz que não podia, que era o Planejamento. O Planejamento disse que era a questão do Dnit. O Dnit disse que era responsabilidade da Prefeitura, e por causa desse poste de luz, que pega os caminhões que saem da BR, não pode. Então, nós estamos há um ano esperando, estamos à mercê da Prefeitura para, simplesmente, retirar esse poste que custa R$ 6 mil. A RGE disse que tira de forma imediata, basta boa vontade da Prefeitura”, explicou.

Além das fotos, Rafael exibiu um vídeo, mostrando a situação nos dois acessos à BR 116. No segundo local, as imagens mostraram dificuldade de trânsito por parte de veículos e pedestres, que precisam passar no meio da rua e competir espaço com os automóveis. Segundo ele, não há prazo para a colocação dos paralelepípedos. “A Codeca não está fazendo a sua parte, que ela sempre fez. Acho que ela está proibida de fazer e venceu a licitação. O prefeito não renovou a licitação da recolocação e não tem previsão. É uma vergonha, é um descaso com quem mais precisa”, afirmou.

FALTA PRIORIDADE

Ainda de acordo com Rafael, o chefe do Executivo dá mais prioridade para viajar para eventos fora do Município do que prestar o serviço básico para a população. “Se fosse viagem que rendesse para Caxias do Sul, mas está indo em um congresso lá em Natal, no Rio Grande do Norte. Daí sai de lá e volta para Florianópolis, em congresso de gestão. Mas não consegue por os paralelepípedos. Não consegue tirar um poste”, avaliou o pedetista.

O QUE DISSERAM

VELOCINO UEZ/PDT – “Fomos averiguar o porquê de tanta demora, próximo ao Lain, na Pinheiro Machado, na Feijó Júnior, no Panazzolo. Informações que eu tenho: esqueceram de encaminhar uma nova licitação e isso é gestão? Isso são os currículos? Esqueceram! Dia 19 agora vai vir para a licitação; se aparecer alguém, beleza”.

GLADIS FRIZZO/MDB – “Não é só nesse bairro. É a cidade toda esburacada. Nós que fomos subprefeitos, somos ainda muito cobrados porque tem gente que acha que nós temos que resolver. A situação está muito complicada. Isso é um desprezo com as pessoas. É não respeitar o contribuinte”.

DENISE PESSÔA/PT– “O prefeito está mais passeando e viajando o Brasil afora do que realmente gerindo a cidade. Não anda na cidade. Não sabe os problemas que acontecem e não tem o protagonismo que precisa para resolver os problemas. Parece que o prefeito já entregou o governo, agora só está pensando realmente em acumular diária, porque gerir a cidade ele já desistiu”.

ALCEU THOMÉ/PTB – “A gente recebe diariamente essa questão de assentamento dos paralelepípedos, onde que a cidade está uma buraqueira e essa demora, então. Se vê o despreparo dessa gestão, que não tem conseguido assim prover essas mínimas coisas. Se percebe que essa gestão foi casuísta e despreparada”.

FELIPE GREMELMAIER/MDB – “Tinha vereador que discursava aqui que a cidade era um queijo suíço, virada em buraco. Está conseguindo fazer pior.Quando fiquei sabendo que o prefeito ia ficar fora de Caxias 12 dias, imaginei que nós pudéssemos ter dias de paz, que ele não ia estar aí pensando as maldades que ele faz. Só que deixou os emissários todos”.

ALBERTO MENEGUZZI/PSB – “Quero lembrar que na Secretaria de Obras, nós temos recebido, e isso vai ser objeto de um pedido de informações também, várias denúncias sobre a farra do sobreaviso e o privilégio de alguns servidores da Secretaria e das subprefeituras em horas extras”.





Publicidade