Veículos

Novo Audi Q3 chega em três versões

SUV incorpora a nova linguagem de design e tecnologia da família Q
10 de fevereiro de 2020 às 14:45

Tabela de preços do novo veículo parte do valor de quase R$ 180 mil (Fotos Audi do Brasil, Divulgação)

A Audi do Brasil inicia, na sexta (14/2), a venda da segunda geração do Q3. Em três versões, o SUV premium traz a nova linguagem de design e tecnologia da família Q, introduzida no Brasil com o lançamento do Q8. O novo Audi completa a família Q, composta atualmente pelos modelos Q5, Q7 e Q8. A partir de maio, a linha de SUVs receberá o Audi e-tron, primeiro modelo 100% elétrico da marca no Brasil.

O novo Audi Q3 cresceu em todas as dimensões e está posicionado no segmento superior dos SUVs compactos. Ele tem 4.484 milímetros de comprimento e 1.849 de largura, respectivamente 97 milímetros e 25 milímetros maior que a geração anterior. Sua distância entre-eixos foi alongada em 77 milímetros e possui 2.680 milímetros, com espaço para joelhos, cabeça e cotovelos ainda maior que o antecessor.

A Audi traz o novo Q3 com motorização 1.4 litro gasolina de quatro cilindros com injeção direta e turbocompressão, que entrega potência de 150 cv e 250 Nm de torque. A transmissão é de dupla embreagem S tronic, que proporciona mudanças rápidas das seis marchas.

O porta-malas, com 530 litros, é o maior da categoria. Dependendo da posição dos bancos e encostos, a capacidade do compartimento de bagagem aumenta para 675 litros. Com os encostos totalmente rebatidos, salta para 1.525 litros. O assoalho do porta-malas ainda pode ser ajustado em dois níveis, o que facilita a inclusão de bagagens pesadas ou o armazenamento da tampa do bagageiro.

Os bancos traseiros são corrediços de série e podem ser movidos para frente em 150 milímetros. Os passageiros do banco de trás têm a opção de um descansa-braço central que acomoda dois porta-copos e os encostos também podem ser inclinados.

Nova geração oferece mais espaço interno e maior porta-malas da categoria

Mais intuitivo, o interior segue a tendência dos modelos topo de linha da marca. Assim como nos A6, A7 e Q8, incorpora como elemento central o novo conceito do MMI com display de 8,8 polegadas sensível ao toque. Ainda vem com controle por voz que compreende linguagem cotidiana e câmera de ré em todas as suas versões.

Junto com os controles do ar-condicionado, o painel é inclinado em 10 graus em direção ao motorista. O módulo de botões para as funções da iluminação, que substitui o controle giratório do modelo antecessor, é encaixado no painel à esquerda do volante de direção com shift paddles. Atrás do volante está o painel digital.

Diversos itens de tecnologia agora vêm de série desde a versão Prestige, como a câmera de ré, controle de descida em ladeira, assistente de partida em rampa, piloto automático com controle de velocidade e os faróis de LED. Na versão intermediária Prestige Plus o novo Audi Q3 agrega porta-malas com abertura e fechamento elétrico com sistema hands-free, keyless entry, que permite que as portas destravem com a aproximação da chave ao veículo e partida no motor por botão. Os faróis são full LED com ajuste automático de altura e indicador dinâmico nas setas. Os espelhos retrovisores externos são elétricos e rebatíveis automaticamente e os frisos e longarinas de teto são cromados.

A partir da Prestige Plus, o novo Q3 traz ar-condicionado de duas zonas e o Audi Virtual Cockpit, quadro de instrumentos digital com uma tela de 10,25 polegadas. Como opcional nesta versão está o teto solar elétrico panorâmico Open Sky, que passa a ser de série na versão Black, topo de gama. 

Nos itens de segurança e conforto, a Black ganha de série a função parking assist – com esta tecnologia, o esterçamento é automático e o motorista só precisa acelerar, frear e mudar as marchas para entrar e sair de vagas de estacionamento. É possível incluir opcionalmente o Pacote ACC Stop&Go, que contempla controle de cruzeiro adaptativo, com funções de assistência adaptativa de velocidade e assistência em congestionamento, e o Audi pre sense dianteiro, que detecta situações críticas envolvendo pedestres, ciclistas e outros veículos usando o radar, fornecendo ao motorista advertência visual, sonora e sensível. Se necessário inicia uma frenagem de emergência.

Modelos e preços

Prestige: R$ 179.990

Prestige Plus: R$ 189.990

Black: R$ 209.990

 

 

EM MOVIMENTO

Vem aí a Nova Strada...

Foto Fiat do Brasil, Divulgação

A Fiat revelou a primeira imagem da nova Strada, que tem lançamento programado pra o mês de março. No mercado desde 1988, a picape recebeu algumas atualizações, mas sempre sobre a primeira carroceria, derivada do primeiro Palio, de 1996. A foto revelada mostra semelhanças com a Toro.

... e o novo Duster

Foto Renault do Brasil, Divulgação

Lançado em 2011, o Duster também mudará em março. As primeiras imagens foram liberadas pela Renault. Esta é a segunda atualização do modelo no Brasil.

Só 20 unidades

Foto Divulgação

A Direct Imports, importadora com sede em São Paulo, já vendeu 14 unidades do novo Corvette no Brasil. As entregas das primeiras unidades embarcam em fevereiro e chegam em março. De acordo com Daniel Valerio, CEO da importada, só há mais seis posições para fechar o lote de 20 unidades liberadas para o país. Fechado este volume, só haverá novo lote em 2021. Com preço inicial de R$ 600 mil, com todas as taxas, transporte e nacionalização, o Corvette tem motor 6.2 LT2 V8 de 495 cv posicionado na traseira do carro, similar aos europeus esportivos de alto desempenho. Há opções como o pacote Z51 Performance Package que, além de agregar um visual ainda mais esportivo, eleva a potência do carro consideravelmente. 

Volvo anuncia novo aporte

Registrando em 2019 o melhor resultado histórico na venda de caminhões pesados no Brasil e com o maior crescimento percentual na indústria brasileira de ônibus, o Grupo Volvo está renovando seus investimentos no país. Mais um R$ 1 bilhão está programado para o período de 2020 a 2023, principalmente para pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e serviços, além de melhoria de processos industriais e de gestão. Os novos recursos são destinados para todos os negócios da montadora: caminhões pesados e semipesados, ônibus urbanos e rodoviários, equipamentos de construção, motores marítimos e industriais e serviços financeiros. Em 2019, a Volvo recuperou a liderança brasileira em caminhões pesados, com entregas de 14.505 unidades, 58% a mais que no ano anterior. No segmento de ônibus entregou 744 chassis, volume 73% superior ao ano de 2018. No ranking por países, o desempenho recolocou o Brasil como o segundo maior mercado de caminhões Volvo no mundo.