Cidades

Nova tecnologia reduz efeitos pós-operatórios

Hospital Geral passa a realizar cirurgias menos invasivas contra o câncer de mama
29 de abril de 2019 às 12:34
Foto: Foto: Roger Clots, Divulgação

A área de onco-mastologia do Hospital Geral (HG) de Caxias do Sul é pioneira na Serra Gaúcha na utilização do exame denominado detecção do linfonodo sentinela pelo gama probe, tecnologia que permite a realização de cirurgias menos agressivas. É indicada para mulheres com câncer de mama com comprometimento do linfonodo axilar que, após a realização da quimioterapia neoadjuvante, antes da cirurgia tenham regressão da doença na axila. “Nestes casos, elas são submetidas a cirurgias mais conservadoras, ou seja, somente a resseção do linfonodo sentinela (primeiro a receber as células cancerígenas de um tumor). As ínguas que temos no corpo servem como mecanismos de defesa. Debaixo de cada axila, temos de 25 a 30. Com este novo procedimento, evitamos o esvaziamento axilar”, explicou o médico mastologista do HG e idealizador do projeto, especialista em reconstrução mamária, Maximiliano Cassilha Kneubil.

A técnica de detecção do linfonodo pelo gama probe, nestes casos específicos, consiste na dupla marcação com azul patente e com radiofármaco injetados na mama com câncer. Esses marcadores migram para os primeiros linfonodos que recebem a drenagem linfática da mama, auxiliando o cirurgião a ressecar somente os linfonodos sentinelas. “É uma cirurgia minimamente invasiva e com a mesma segurança oncológica do esvaziamento axilar. Com a retirada de menos linfonodos, caem as chances de dores crônicas, há menos limitação motora e inchaço no braço operado. A recuperação é muito mais rápida”, ressaltou.

O avanço tecnológico foi viabilizado por meio das ações do Outubro Rosa de 2018 e pelas doações ao Banco de Perucas, em parceria com o Grupo de Pacientes Amigas de Peito e Alma, Maria Santa Acessórios, Claviê Confecções e do Centro Regional de Diagnóstico Vero Dellaudo. A primeira paciente que se enquadrou nesta indicação foi operada no início de abril. “Compramos um pacote com 10 avaliações. Além do já realizado, temos mais duas cirurgias agendadas para maio. Vamos renovando conforme o necessário”, informou.





Publicidade