Cidades

Municípios tomam dianteira para a recuperação de estradas estaduais

Condição das rodovias da microrregião da Serra Gaúcha e as medidas necessárias à sua reparação foram tema de encontro, em Garibaldi
12 de junho de 2019 às 12:34
Foto: Cassius Fanti, Divulgação

A Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul, em parceria com a Associação de Municípios da Encosta Superior do Nordeste, realizou reunião para debater a recuperação, duplicação e o estudo para concessão da malha viária da microrregião. O encontro realizado no auditório da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Garibaldi reuniu prefeitos, vereadores, secretários municipais, deputados, entidades empresariais e os secretários estaduais de Logística e Transportes, Juvir Costella; de Governança e Gestão Estratégica, Cláudio Gastal; e Extraordinário de Parcerias, Bruno Vanuzzi.

O debate enfatizou as rodovias ERS-446 (São Vendelino a Carlos Barbosa), ERS-122 (São Vendelino a Farroupilha), RSC-453 (Bento Gonçalves a Farroupilha) e VRS-813 (Garibaldi a Farroupilha). "Há muita produção escoada nessas rodovias, precisamos agir para que este trabalho se mantenha com segurança e vidas sejam preservadas", defendeu o prefeito de Garibaldi, Antonio Cettolin.

Segundo Costella, ainda nesta semana o Governo do Estado lançará um programa de recuperação de estradas em todo o Rio Grande do Sul e as rodovias da região devem ser contempladas. Para os próximos meses, será dado início a estudos para a viabilidade das melhores alternativas para soluções definitivas, com a possibilidade de parcerias público-privadas. O secretário admitiu que o momento vivido pelo Estado é complicado e ressaltou uma das iniciativas idealizadas por municípios da região. Ele destacou a importância da parceria de alguns municípios da Serra que viabilizaram a realização de uma operação tapa-buracos na ERS-446. 

Vanuzzi apontou, com base em estudos do Plano Estadual de Logística de Transporte, a necessidade de investir R$ 36 bilhões no transporte terrestre, aéreo, hidroviário e ferroviário, sendo R$ 25 bilhões exclusivos em rodovias. Diante da realidade financeira do Estado, descartou a possibilidade de investir esse valor apenas com recursos públicos. O secretário destacou que para as concessões de pedágios em estudo das rodovias RSC-287 e ERS-324 o preço médio apresentado é de R$ 0,15/km de domínio, que serão utilizados para a manutenção e duplicação das estradas.

Garibaldi e Barbosa firmam primeira parceria

Após articulação entre as prefeituras de Garibaldi e Carlos Barbosa junto ao Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER), foi iniciada na semana passada operação tapa-buracos na rodovia ERS-446. Em torno de 14 quilômetros, entre os municípios de Carlos Barbosa e São Vendelino, estão recebendo melhorias em razão das más condições do trecho, com inúmeros buracos. A Prefeitura de Garibaldi participou com a massa asfáltica e a de Carlos Barbosa com o maquinário necessário. Cabe ao DAER efetuar a operacionalização da medida emergencial.





Publicidade