Economia

Mercado de equipamentos de construção projeta alta de 37%

Estudo nacional também indica novo incremento para o próximo ano
11 de dezembro de 2019 às 10:08

Equipamentos para movimentação de terra deverão aumento de vendas na ordem de 31%, neste ano (Foto Divulgação)

O mercado de equipamentos para construção está em franca recuperação. Somadas todas as categorias – linha amarela, demais equipamentos e caminhões –, as vendas totais devem crescer 37% em 2019 sobre o ano passado. São projetadas 26,4 mil unidades contra 19,3 mil. Para 2020, o estudo estima aumento de mais 13%. As informações constam do Estudo Sobratema do Mercado Brasileiro de Equipamentos para Construção, da Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema).

Pelo segundo ano consecutivo, haverá aumento na venda de máquinas da linha amarela, para movimentação de terra. Em 2019, a estimativa é de um crescimento de 31% ante o ano passado, totalizando venda de 16,6 mil unidades contra 12,7 mil no ano anterior.

As vendas de retroescavadeiras devem ter alta de 57% em 2019, chegando a 5,6 mil unidades. A estimativa é que as escavadeiras hidráulicas subam 34% nas vendas, enquanto as miniescavadeiras e minicarregadeiras alcancem índices de crescimento de 86% e 48%, respectivamente.

O estudo também estima incremento de 41% nas vendas de caminhões rodoviários demandados na construção. A categoria demais equipamentos, que inclui guindastes, compressores portáteis, manipuladores telescópicos, plataformas aéreas e equipamentos para concreto, também contemplam dados positivos, com elevação de 77%. Os caminhões betoneira devem obter o melhor resultado, com 169%, seguidos pelas plataformas aéreas, 75%, e manipuladores telescópicos, 65%.