Economia

Lucro líquido do Banrisul avança 29,5% no semestre

Redução na inadimplência e contenção nas despesas administrativas foram determinantes para o resultado
14 de agosto de 2019 às 10:45
Foto: David Pires, Banrisul/Divulgação

O Banrisul alcançou, no primeiro semestre de 2019, lucro líquido de R$ 655,3 milhões, evolução de 29,5% em relação ao mesmo período do ano passado. O lucro líquido recorrente, ajustado pelos eventos extraordinários, totalizou R$ 625,6 milhões, crescimento de 23,7%, com retorno anualizado de 17,6% sobre o patrimônio líquido médio. O desempenho econômico-financeiro da instituição foi divulgado nesta terça, em Porto Alegre.

De acordo com o presidente do Banrisul, Cláudio Coutinho, o resultado é até mesmo superior aos seus pares do mercado de varejo. “O banco conteve as despesas administrativas, reduziu a inadimplência e manteve uma carteira de crédito sólida, garantida e diversificada”, explicou.

O executivo destacou que a Banrisul Cartões continua tendo uma presença importante no Rio Grande do Sul, com expressivo market share. “Temos convicção que vamos, no futuro, continuar entregando resultados satisfatórios na área de cartões”, ressaltou. Na área de seguros, Coutinho disse que o Banrisul tem apresentado crescimento. “Acredito que temos ainda muito espaço para continuar o incremento nesta área”, assinalou.

O desempenho reflete a estabilidade do resultado bruto da intermediação financeira e o aumento das receitas de tarifas bancárias e prestação de serviços. O patrimônio líquido atingiu R$ 7,5 bilhões em junho de 2019, alta de 6,9% sobre a posição do mesmo mês do ano passado. Os ativos totais apresentaram saldo de R$ 79,4 bilhões em junho, com ampliação de 5,5%, proveniente do aumento nos depósitos e nos recursos em letras. No final do semestre, o total de recursos captados e administrados foi de R$ 69,4 bilhões, expansão de 10,2% em 12 meses.

 

CRÉDITO

A carteira de crédito do Banrisul registrou saldo de R$ 34,2 bilhões em junho, crescimento de 7% ou R$ 2,2 bilhões nos 12 meses. O resultado decorre, especialmente, da carteira comercial, que registrou saldo de R$ 25,6 bilhões, aumento de R$ 2,7 bilhões ou 11,8% em um ano.

O saldo da carteira de crédito rural atingiu R$ 2,3 bilhões em junho. No primeiro semestre do ano, foram contratadas 6.219 operações, com volume total de R$ 780,4 milhões. No último ano agrícola, encerrado em 30 de junho de 2019, o Banrisul aplicou R$ 1,7 bilhão em financiamentos para o agronegócio gaúcho.

 

VERO

A rede de adquirência Vero registrou, no primeiro semestre de 2019, 161,3 milhões de transações de débito e crédito. Em volume financeiro, R$ 14,2 bilhões, refletindo crescimento de 13,8% quando comparado ao primeiro semestre de 2018. A Vero encerrou junho de 2019 com 96,3 mil unidades de equipamentos aptos a transacionar e 141,8 mil estabelecimentos credenciados ativos em 12 meses, 5% superior ao apurado no final de junho de 2018.

 

CARTÕES DE CRÉDITO

A instituição finalizou os primeiros seis meses de 2019 com uma base de 1,1 milhão de cartões de crédito, nas bandeiras Mastercard e Visa, 19,4% acima do registrado no mesmo período do ano passado. Durante o primeiro semestre, foram realizadas 37,5 milhões de transações, o que possibilitou a movimentação financeira de R$ 3,1 bilhões. Os números representam altas de 26% e 25,8%, respectivamente, em relação ao mesmo período do ano anterior.

 

SEGURIDADE

A arrecadação de prêmio de seguros, contribuições de previdência e títulos de capitalização, ao final do primeiro semestre de 2019, atingiu R$ 708,5 milhões, crescimento de 24,1%. As operações ativas de seguridade alcançaram 2,4 milhões de contratos em junho de 2019, com incremento de 6,4% sobre igual mês do ano passado. As receitas totais alcançaram R$ 152,1 milhões no primeiro semestre de 2019, evolução de 15,2%.

 

CANAIS DIGITAIS

Os canais digitais do Banrisul representam 53,7% do total de operações realizadas pela instituição nos seis primeiros meses de 2019, com total de 123,9 milhões de acessos, 34,4% superior ao mesmo período de 2018. O total de operações realizadas nesses canais apresentou incremento de 24,5% em relação ao primeiro semestre de 2018. A quantidade de transações financeiras cresceu 26,9% e, o volume transacionado, 5,1%.