Política

Juventude fica em situação delicada

30 de julho de 2019 às 11:03
Foto: Arthur Dallegrave, Juventude/Divulgação

Outrora favorito a classificar-se para a fase decisiva da Série C do Brasileirão, o Juventude perdeu rendimento nos últimos duelos e já não mostra o ímpeto do início do campeonato, quando permaneceu na liderança isolada do Grupo B. Com o empate em 1 a 1 com o São José, no domingo (28), o Verdão caiu uma posição e estagnou em 4º na tabela, com 21 pontos. Nesta segunda-feira (29), no complemento da 14ª rodada, o Paysandu mediu forças com o Boa Esporte, no Mangueirão. O jogo se encerrou após o fechamento desta edição, mas uma vitória do Papão empurraria o Juventude para fora do G-4.

Embora tenha demonstrado evolução tática em relação aos últimos duelos, o Juventude foi presa fácil do sistema de marcação do Zequinha. Dominado em boa parte do jogo, só os alas do Papo conseguiam penetrar as defesas da equipe porto-alegrense, uma vez que o meio campo estava bem marcado.

Ao fim do embate de domingo, o técnico Marquinhos Santos confirmou que o dever de casa do Papo é derrotar o Atlético Acreano na próxima rodada, no Acre. O Atlético é o último colocado na chave, com oito pontos, e só venceu uma partida na competição.

Depois do Atlético, no próximo sábado (3), às 19h15, o Juventude fará mais três duelos decisivos para as pretensões na temporada. Primeiro, enfrenta a Tombense (8º), no Estádio Alfredo Jaconi. Depois, visita o Volta Redonda, no Rio de Janeiro. A equipe encerra a fase classificatória diante da torcida, no clássico gaúcho contra o Ypiranga, no dia 25 de agosto. Apenas os quatro primeiros colocados de cada grupo avançam para as quartas de final.





Publicidade