Economia

Inflação tem segundo declínio consecutivo

06 de agosto de 2019 às 08:49
Foto: Janaína Bagatine, Divulgação/Banco de Dados

O Índice de Preços ao Consumidor de Caxias do Sul aumentou 0,5% em junho, bem abaixo do consolidado em maio de 0,46%. É o segundo mês seguido de queda, considerando o aumento de 0,81% de abril. No semestre, o indicador medido pelo Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais da Universidade de Caxias do Sul (IPES) acumula alta de 2,95% e, em 12 meses, 5,53%.

O grupo de consumo com elevação mais expressiva foi o da alimentação, com a contribuição de 0,17%. Já o de transporte apresentou contribuição negativa de 0,28%. Os alimentos para animais, com variação de 11,67%, foram os principais responsáveis pela inflação no grupo da alimentação. No semestre, a habitação tem a maior participação, com 1,69%, o mesmo ocorrendo em 12 meses, com 3,42%.

O IPES também divulgou o custo da cesta básica de junho, com recuo de 0,04%, equivalente a R$ 0,38 em relação a maio. O valor para a compra dos 47 produtos pesquisados ficou em R$ 864,32. Creme dental, com 25%; batata-inglesa, 22%; detergente líquido, 18%; presuntados, 8,5%; e pão caseiro, 8% foram determinantes na deflação dos preços. Na outra ponta, os preços foram puxados para cima pela laranja, com 22%; café solúvel, 14%; açúcar cristal, 12,5%; absorvente, 11%; e massa com ovos, 10,5%. Nos últimos 12 meses, o custo da cesta básica aumentou R$ 20,02, equivalentes a 2,37%.





Publicidade