Economia

INADIMPLÊNCIA: Negativação tem alta de 2% na Região Sul

17 de abril de 2019 às 12:56

A região Sul do país registrou total de 8,51 milhões de consumidores inadimplentes ao final do primeiro trimestre de 2019, de acordo com levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e pelo Serviço de Proteção ao Crédito. O indicador mostra que 37% da população adulta do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná estão com o CPF negativado pelo não pagamento de dívidas.

Nos três estados houve aumento de 2,15% no total de inadimplentes na comparação entre março de 2019 e o mesmo mês de 2018. Esse dado, segundo o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS), Vitor Augusto Koch, mostra que a população ainda não dispõe das condições ideais de manter um orçamento familiar equilibrado, que permita suprir as suas necessidades básicas e quitar os compromissos assumidos. “Há algum tempo as pessoas estão sendo obrigadas a fazer uma escolha na hora de buscar o equilíbrio orçamentário familiar. Quando existe a necessidade de fazer cortes nas despesas, a maior parte dos brasileiros inadimplentes opta por não pagar algum tipo de débito que não seja prioritário e acaba ingressando no grupo que possui negativação no CPF. Isso influencia o desempenho econômico”, alerta Koch.





Publicidade