Economia

Fruki terá nova planta de bebidas no final em 2020

Presidente do conselho Consultivo, Nelson Eggers falou de sucessão e planos para mais 100 anos de crescimento da empresa
23 de julho de 2019 às 10:25
Foto: Julio Soares, Objetiva/Divulgação

Desde abril na presidência do Conselho Consultivo da Fruki, uma das mais tradicionais indústrias de bebidas da Região Sul do Brasil, Nelson Eggers foi o palestrante da reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) nesta segunda-feira (22). O empresário, neto do fundador e representante da terceira geração no comando da companhia – em 1º de dezembro ele completará 60 anos na empresa – falou sobre como a sucessão e o planejamento do processo sucessório foi estruturado para que o cargo de presidente executivo passasse a ser ocupado pela filha Aline Eggers Bagatini. A missão da sucessora e do irmão Júlio Eggers, no cargo de diretor administrativo, será a de perpetuar a filosofia da empresa, centrada em valores compartilhados por todos os funcionários, e levar a Fruki, fundada há 95 anos, para mais um século de crescimento.

O processo sucessório foi desenvolvido com base em consultorias de governança corporativa implantado há anos. “Tem que fazer a organização societária quando tudo está bem, pois quando começar o conflito, ninguém mais se entende e isso pode acabar com uma empresa. É preciso se preparar para a fase difícil da sucessão”, aconselhou Eggers, que tem seis filhos.

Nelson Eggers fala com muito orgulho da trajetória da empresa e também dos planos para o futuro. Hoje com quase mil funcionários e líder de mercado no Rio Grande do Sul, a empresa trabalha na construção da nova fábrica que deverá ser concluída em outubro de 2020. O empreendimento será instalado em área total de 87 hectares no município de Paverama, depois de 76 propostas de prefeituras gaúchas. A escolha recaiu sobre Paverama por sua “boa localização, boa água e boas escolas para os filhos dos funcionários”.  

A Fruki tem matriz em Lajeado, onde estão suas sete linhas de produção totalmente automatizadas, com capacidade para até 420 milhões de litros de bebidas/ano. Com 30 mil clientes, sua linha de produtos é composta por refrigerantes Fruki, suplementos Frukito, sucos Com/Tem, energético Elev, água mineral Água da Pedra e, mais recentemente, a Cerveja Bellavista.

A empresa tem Centros de Distribuição (CD) em Canoas, Pelotas e Santo Ângelo, além de Lajeado. Recentemente, ingressou no mercado catarinense, com a instalação de dois CDs: em Blumenau e Chapecó. Em Pelotas, o empreendimento tem 30 mil m² de área total e aproximadamente 12 mil m² de área construída. “Meu sonho é instalar um CD como este na Serra”, revelou Nelson Eggers.