Cidades

Fiscalização apreende 260 quilos de carne imprópria

01 de agosto de 2019 às 08:51
Foto: Divulgação

Fiscais do Serviço Municipal de Controle de Produtos Agropecuários de Origem Animal (COPAS-POA) da Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e agentes da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas, da Polícia Civil, realizaram uma operação, por volta das 10h desta terça-feira (30). Eles apreenderam e inutilizaram cerca de 260 quilos de carnes impróprias para o consumo.

Os produtos eram manipulados em uma residência na Rua Zeca Neto, no Bairro Rio Branco, e, supostamente, entregues em restaurantes de Caxias do Sul. Além da apreensão, um homem de 46 anos também foi preso.

O estabelecimento foi denunciado de forma anônima pelo Alô, Caxias (156) e a fiscalização do COPAS-POA efetuou a ação de combate à clandestinidade. Na denúncia constava que um caminhão estacionava nas proximidades da residência à noite para descarregar os produtos.

No local, havia dois ambientes em condições inadequadas com manipulação e armazenamento de carnes bovina e suína, temperadas, pele, ossos, mortadela, presunto, salsichão e matambre. Além disso, quando os policiais e os fiscais da Smapa chegaram, havia um moedor com carne em manipulação. Para estar em funcionamento legalmente, o local precisaria ter registro como entreposto de carnes e derivados junto ao COPAS-POA.

De acordo com o COPAS-POA, também havia produtos sobre a mesa, que estavam sendo manipulados no momento da apreensão, uma serra fita e uma câmara fria com cortes de carnes armazenados, bandejas com carnes temperadas e empanadas, tudo impróprio para o consumo. Na garagem, ainda tinha um veículo com carnes armazenadas sem refrigeração. A maioria dos produtos estava com validade vencida. A Smapa fez o descarte das carnes na Estação de Transbordo junto ao Aterro Sanitário de São Giácomo.





Publicidade