Cidades

Festa do Pinhão valoriza marcas e cultura locais

Artistas e empreendimentos de São Francisco de Paula formam a base do evento, que foi reformulado
07 de junho de 2019 às 14:43
Foto: Carolina Andriola, Divulgação

Maior produtor do fruto silvestre mais tradicional da cultura e da culinária do Rio Grande do Sul, São Francisco de Paula realiza, neste final de semana, a 23ª Festa do Pinhão. Com acesso gratuito, o evento, que ocorre no Estádio do Atlético Serrano, no Centro, terá shows musicais, apresentações de dança e canto coral, bancas com pratos de pinhão e bailes. A organização também adquiriu duas toneladas da fruta para distribuição aos visitantes.

De acordo com o secretário de turismo, Rafael Castello Costa, a festa foi remodelada com o propósito de ofertar ao público um projeto que busca resgatar as origens em um formato mais moderno e autêntico. “A concepção foi construída em conjunto com a comunidade, com o recém criado Conselho de Cultura. O objetivo é o de valorizar os empreendimentos, artistas, as características e a cultura local, entregando ao turista e ao morador uma festa receptiva”, assegurou.

Neste ano, os cozinheiros da comunidade e o curso de Gastronomia da Universidade Feevale se uniram para promover a Cozinha Experimental. O concurso de pratos vai compartilhar com o público a riqueza das receitas que estão nas cozinhas serranas e premiar as três melhores. 

Outro ponto destacado pelo secretário é que os espaços foram, preferencialmente, liberados para empreendimentos de São Francisco de Paula. A culinária do evento será comandada por restaurantes locais que apresentarão pratos à base de pinhão com preços de R$ 20. “Todos ganham. O trabalhador daqui, que comercializará seu produto, com possibilidade de abertura de novos negócios, devido à exposição; e o turista que encontrará uma festa recheada de produtos típicos”.

Eventos enxutos, mas que gerem resultado

A Festa do Pinhão, que tradicionalmente era realizada em dois finais de semana, recebia média de 20 mil pessoas. Para este ano, por se tratar de apenas três dias, são esperados entre 6 mil e 10 mil. Sobre as razões da mudança, Rafael Castello Costa argumenta que, às vezes, menos é mais. “O foco está na qualidade. Quem vier, viverá dias bem agradáveis em um evento pensado para a família, mas contemplando todos os perfis de público. Trabalhamos para que o turista goste do município e retorne ao longo do ano”, salientou.

Focando em eventos de curta duração, mas com atrativos definidos e que consigam levar para São Chico um público considerável, Costa ressalta que o custo benefício é favorável, movimentando todos os segmentos econômicos. “O foco é construir e fidelizar um calendário de eventos atraentes ao longo do ano, dentro das nossas condições, mas que movimente a cidade. Os festivais Paralelo, de Outono, da Batata e São Chico Beatle Weekend, além da Festa do Pinhão já são realidade. Outros ainda se somarão”, anunciou.

Horários e local

Estádio do Atlético Serrano (Rua Frederico Tedesco, 228, Centro)

Sexta: 17h30 à 1h

Sábado: 10h à 1h

Domingo: 10h às 19h





Publicidade