Economia

Expoimóvel oportunizará negócios com 35 empresas

20 de setembro de 2019 às 09:13

O setor da construção civil começa a demonstrar reação e os números evidenciam o início de uma retomada. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados revelam que julho foi o quarto mês consecutivo com números positivos relacionados ao mercado de trabalho, cabendo 18.721 novos empregos formais à construção civil. Nos primeiros sete meses do ano, o setor registrou saldo positivo de 77.481 novas vagas. Em julho, Caxias do Sul apresentou variação positiva de 23 novas vagas e de 327 no acumulado de sete meses.

Diante dos sinais de melhora do mercado, o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) de Caxias do Sul promoverá a Expoimóvel 2019, entre os dias 27 e 29 de setembro, na Vila Basílico, no Complexo Fabbrica. A feira reunirá 35 empresas, entre construtoras e imobiliárias, com o intuito de incrementar os negócios. Na sexta, o horário de funcionamento será das 17h às 22h; no sábado, das 14h às 22h; e, no domingo, 14h às 19h.

O presidente do Sinduscon Caxias, Oliver Chies Viezzer, explica que o setor comemora a recente linha de crédito imobiliário, lançada pela Caixa, que terá como referência o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), com taxas de juros que variam de 2,95% a 4,95%. “Trata-se de algo histórico, que reduz o valor da prestação para o cliente”, assinalou. 

A nova linha de crédito será um dos produtos à disposição para financiamento. As condições para contratos com atualização pelo indexador IPCA possuem prazo máximo de 360 meses e quota máxima de financiamento de 80% no sistema SAC e 240 meses e quota máxima de financiamento de 70% no sistema PRICE.

Para Ariel Carissimi, gerente regional da Caixa, a recente linha de financiamento é uma inovação. “Estamos confiantes que nos próximos anos sentiremos um impacto positivo no crescimento econômico, pois é uma redução do custo do crédito”, aponta. Viezzer afirma que a expectativa para a Expoimóvel é muito positiva, visto que o setor da construção civil começa a demonstrar reação. “Vemos alguns indícios de uma retomada, como novas linhas de financiamento, incremento nos lançamentos imobiliários em todo o país e o crescimento do PIB da construção no segundo trimestre”.