Economia

Emprego formal tem terceira queda seguida

Dados do mês de maio apontam para perto de 2,9 mil vagas fechadas em Caxias do Sul
29 de junho de 2020 às 18:05

Possibilidades de emprego estão ficando cada vez mais restritas (Foto Divulgação, Banco de Dados)

O mercado de trabalho, em Caxias do Sul, apresentou novo recuo em maio, terceiro seguido no ano. De acordo com informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgadas nesta segunda (29), os setores econômicos encerraram 2.887 vagas formais. No acumulado de cinco meses, o saldo negativo é de 6.057 postos de trabalho.

Em maio, os cinco grandes grupos de empregos apresentaram fechamento de empregos. A indústria foi a que mais demitiu, com saldo de 1.820, seguido pelo setor de serviços, com 773. Em menor escala, comércio, com 193 vagas fechadas; construção civil, com 91; e agropecuária, com 10. No mês, ocorreram 4.909 desligamentos e 2.022 admissões.

Na totalização dos cinco meses, a indústria chega a 2.635 vagas a menos, seguida por serviços, com 1.764. O comércio soma 1.419 e, a construção civil, 299. Somente a agropecuária tem saldo positivo de 60 novos empregos. No total houve o registro de 22.422 admissões e 28.479 demissões.

O Rio Grande do Sul teve saldo negativo de 32.106 vagas em maio e acumula a perda de 86.560 no acumulado dos cinco meses. No Brasil, são 331 mil vagas fechadas em maio e mais de 1,1 milhão no ano.