Economia

E-commerce responde por 41% das vendas no Magazine Luiza

08 de agosto de 2019 às 10:00
Foto: Carlos Ferrari, Divulgação

Fundada em Franca, há 62 anos, a Magazine Luiza abocanha 14% do mercado nacional e, de acordo com Julio Cesar Trajano Rodrigues, diretor executivo, hoje são 50 milhões de acessos nas plataformas e a categoria de móveis é o carro-chefe. No primeiro trimestre de 2019, a marca atingiu R$ 5,7 bilhões de faturamento, graças aos 18 milhões clientes ativos e 959 lojas físicas.

Com o foco em pessoas e inovação, o e-commerce participa com 41% das vendas da marca, sendo 33 milhões de downloads no aplicativo. “Sofremos muito com a crise, 2015 foi difícil. As ações bateram em R$ 1. Mas o nosso propósito sempre foi muito claro, foco em pessoas e inovação”. No primeiro trimestre de 2019, o e-commerce da Magalu cresceu 50%, contra 8% nas lojas físicas, totalizando R$ 138 milhões de lucro líquido.

Do final de 2015 até o momento, a marca passou pelo desafio de transformar uma empresa tradicional em uma plataforma digital. Outro propósito foi garantir a inclusão digital. “Não existe inclusão social sem inclusão digital. Hoje, a rede social é muito poderosa. Do total de clientes que vai às lojas físicas, 70% pesquisaram no virtual”.





Publicidade