Esportes

Decisão do título será em Porto Alegre

06 de setembro de 2019 às 09:37
Foto: Ricardo Duarte, Internacional / Divulgação

A esperança de um clássico Grenal na decisão da Copa do Brasil foi para o ralo. Fora de casa, o Grêmio não conseguiu se impor diante do Athletico, perdeu por 2 a 0 e viu a vaga na decisão ir embora nos pênaltis. Na última cobrança, Pepê facilitou e o goleiro Santos defendeu: 5 a 4 para o Furacão, que foi vice-campeão do torneio em 2013. Pouco tempo depois, o Internacional recebeu o Cruzeiro em Porto Alegre e garantiu a vaga com 3 a 0. Na ida, já havia vencido pelo escore mínimo.

Na tarde desta quinta-feira (5), a CBF sorteou os mandos de campo da decisão da Copa do Brasil. O primeiro jogo será na Arena da Baixada, na próxima quarta-feira (11), a partir das 21h30. A decisão ocorrerá no Estádio Beira-Rio, no dia 18, no mesmo horário. O Furacão jamais ergueu a taça, enquanto o Colorado foi campeão em 1992, e ficou com o vice-campeonato de 2009.

Com Renato Portaluppi muito agitado na casamata, o Tricolor iniciou o jogo contra o Athletico tomando sufoco. Antes da metade da etapa inicial, o Furacão já estava vencendo por 1 a 0. No segundo tempo, a vantagem aumentou para 2 a 0 e o Athletico só não fez o terceiro gol por que Paulo Victor estava em noite inspirada. Nos pênaltis, a cadência e os treinamentos se mostraram certeiros, até que Pepê errou a última bola.

Em Porto Alegre, o Internacional sofreu pressão da Raposa no começo do jogo, saindo para os contra-ataques nos espaços cedidos pela equipe mineira, sem sucesso no arremate a gol. No final da etapa inicial, D’Alessandro serviu Guerrero na pequena área e o peruano não perdoou: 1 a 0. No segundo tempo, Rogério Ceni viu seu time levar mais dois, um de Guerrero e outro – um golaço de cobertura – de Edenílson.





Publicidade