Cidades

DENGUE: Chuva favorece a formação de criadouros do mosquito

28 de maio de 2019 às 13:07

Subiu para 29 o número de criadouros do Aedes aegypti encontrados em Caxias do Sul. Os três mais recentes focos do mosquito responsável por transmitir dengue, zika vírus e febre chikungunya foram localizados pelos agentes de combate às endemias em residências nos bairros Centenário, Santa Lúcia e Alvorada. "O tempo está bastante chuvoso, o que favorece ainda mais a formação de criadouros. A maioria deles encontra-se em residências e terrenos baldios. A população precisa se manter vigilante, eliminando de seus domicílios recipientes e resíduos que permitem o acúmulo de água. É aí que o mosquito deposita seus ovos", recomenda Rogério Poletto, coordenador da Vigilância Ambiental.

Os últimos registros do inseto foram feitos durante o Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes aegypt (LIRAa), realizado pela equipe da Vigilância Ambiental de 13 a 17 de maio. Nesse período, os agentes inspecionaram 7,6 mil imóveis na área urbana de Caxias do Sul. Foram coletadas para análise cerca de 200 amostras de larvas ou mosquitos adultos. Destas, três apresentaram resultado positivo para Aedes aegypti.

Ao todo, 11 bairros ou loteamentos concentram os focos. São eles: Esplanada (oito), Alvorada (sete), Santa Lúcia Cohab (quatro), Centenário e Presidente Vargas (dois cada) e Bela Vista, Desvio Rizzo, Mariani, Salgado Filho, Santa Lúcia e Nossa Senhora das Graças (um cada).





Publicidade