Economia

Credores aprovam plano da Vidroforte

19 de julho de 2019 às 09:37

Foi aprovado nesta quarta (17) o plano de recuperação judicial do Grupo Vidroforte. A decisão foi tomada durante a assembleia geral de credores, encerrando as definições sobre a questão, após dois adiamentos. Participaram 234 dos mais de 500 credores envolvidos no processo, que totaliza R$ 48 milhões em dívidas. A proposta da empresa foi rejeitada por apenas um dos credores. "A aprovação representa um passo importante para a companhia, mostrando que a recuperação judicial é um caminho eficaz para sua reestruturação empresarial", afirma Laurence Medeiros, da Medeiros & Medeiros, responsável pela administração judicial. O pedido de recuperação judicial da companhia, motivado pela crise financeira, foi deferido em fevereiro de 2018. Em abril e junho deste ano, a assembleia foi adiada pela falta de quórum e a pedido da própria empresa, em razão de negociações em andamento. O grupo segue em operação normal e o resultado da assembleia seguirá para homologação judicial.  Com sede em Caxias do Sul e centros de distribuição em quatro estados, o grupo atua em beneficiamento de vidros e completou 30 anos em março. Tem como coligadas as empresas Templex e Vidroforte Transportes, com negócios internacionais.  Em maio deste ano, a direção parou a produção da fábrica de Três Cachoeiras e demitiu os 30 funcionários. Inaugurada em 2013, a unidade fabricava vidros para a construção civil. 





Publicidade