Coronavírus

Comércio e indústria de Caxias ficarão mais 15 dias sem funcionar

Decreto, no entanto, permite abertura de novas atividades consideradas como essenciais
25 de março de 2020 às 21:35

Cassina usou redes sociais para comentar as novas medidas e pediu que pessoas fiquem em casa (Foto Fabiana de Lucena, Divulgação)

A Prefeitura de Caxias do Sul divulgou na quarta, 25, novo decreto que atualiza as medidas para o enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do novo coronavírus. O decreto nº 20.842 revoga algumas disposições anteriores, mas mantém suspensas por mais 15 dias as atividades em indústrias, construção civil, estabelecimentos comerciais de qualquer natureza, de serviços, shoppings centers, centros comerciais, galerias, agências bancárias, cooperativas de crédito, lotéricas e correspondentes bancários, e serviços notariais e registrais. O novo prazo vence em 9 de abril.

Pela regra, já em vigor, os estabelecimentos continuam obrigados a manter fechados os acessos do público ao seu interior, podendo permanecer abertas, por enquanto, apenas lojas de equipamentos de saúde e os serviços essenciais determinados no decreto do Executivo. Porém, permite a realização de atividades internas de serviços para manutenção e segurança, bem como transações comerciais por meio de aplicativos, internet, telefone ou outros instrumentos similares, e os serviços de entrega de mercadorias, devendo adotar o escalonamento da mão-de-obra necessária a fim de evitar aglomerações.

De acordo com o assessor do Sindilojas Caxias, César Bisol, o novo decreto dá mais segurança jurídica, pois tem como objetivo a adequação das normas municipais às regras do governo do Estado. Alguns estabelecimentos, impedidos de atender o público, com o novo decreto podem abrir, como lojas de venda de água mineral, empresas de TI e data centers, oficinas mecânicas, borracharias, chapeação, comércio de peças, elevadores e refrigeração, e transporte de cargas, desde que atenda a serviços essenciais. A proibição de novas hospedagens em hotéis, motéis e pousadas não se aplica a moradores da cidade que precisem se afastar de sua residência por residir com pessoa incluída no grupo de risco, suspeita de contaminação ou profissionais da área da saúde

O horário dos postos de combustíveis foi ampliado, das 7h às 19h, de segunda a sábado. Restaurantes e lanchonetes podem, além do delivery, usar o sistema pegue e leve. Medicamentos agropecuários e insumos agrícolas foram agregados no item das clínicas veterinárias em regime de plantão e comércio de rações. O decreto na íntegra está no Diário Oficial do Município no www.caxias.rs.gov.br.

Prefeito reafirma medidas para inibir circulação de pessoas

Em live nas redes sociais, na manhã de quarta, 25, da Secretaria Municipal da Saúde, o prefeito Flávio Cassina e o vice-prefeito e secretário de Planejamento, Edio Elói Frizzo, reforçaram as medidas que o Município vem tomando para evitar a transmissão do coronavírus, com publicação de decretos para inibir a circulação das pessoas nas ruas. Após o pronunciamento do presidente da República, na noite de terça, 24, os caxienses ficaram em dúvida sobre o que podia funcionar a partir da declaração. "Os decretos estão mantidos em Caxias do Sul e as pessoas devem continuar em casa para a segurança de todos", reforçou Cassina. A médica Andréia Dal Bó informou tecnicamente a importância do isolamento social neste momento.

O número de casos suspeitos, em Caxias do Sul, subiu para 48 na atualização feita na quarta, 25, pela Secretaria Municipal da Saúde. Também cresceu, para 49, o número de descartados. Seguem sendo sete casos confirmados, dos quais três estão curados. Outros quatro pacientes seguem com a saúde estável e em isolamento domiciliar. 

Primeira morte no estado

O Rio Grande do Sul registrou na quarta, 25, o primeiro óbito por Codiv-19. Trata-se de uma moradora de Porto Alegre, de 82 anos, que foi internada com sintomas da doença na segunda, 23. O estado tem 162 casos confirmados e 266 suspeitos sob investigação. Já foram descartados 996 e 897 estão em análise para classificação de doença. Os casos confirmados estão distribuídos em 38 municípios. No território nacional estão confirmados 2.433 casos, com 57 óbitos. No mundo, são 414.179 casos confirmados e 18.440 mortes.

Ônibus operam mais cedo

Os ônibus do transporte urbano coletivo operados pela Visate, em Caxias do Sul, passarão a operar meia hora mais cedo a partir da quinta-feira, 26. Os veículos sairão da garagem às 5h e não mais às 5h30 como fizeram até quarta, 25. A medida visa atender aos usuários que precisam se deslocar a locais não afetados pela paralisação, que tem como objetivo de prevenir a transmissão de coronavírus no município. A Visate irá operar com prioridade nos horários de pico das 5h30 às 8h30; das 11h às 13h; e das 17h às 20h. A frota seguirá reduzida a, no máximo, 25% do usual.