Economia

Cidade registra deflação de preços em agosto

18 de setembro de 2019 às 09:01

Pela primeira vez no ano, o custo de vida caxiense apresentou deflação. O Índice de Preços ao Consumidor do mês de agosto teve redução de 0,15%, tendo como fator determinante o subgrupo de transportes, com variação negativa de 0,40%. O trabalho divulgado nesta terça pelo Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais da Universidade de Caxias do Sul também indica que, nos últimos 12 meses, os preços tiveram reajuste de 4,82% e, no acumulado do ano, de 3%.

Em agosto, a maior alta deu-se no vestuário, de 0,11%, seguido por alimentação com 0,08%. No ano, a habitação tem a maior elevação, com 2,26%, e alimentação vem na sequência, com 1,45%. A situação se repete em 12 meses: 3,4% e 2,2%, respectivamente.

O custo da cesta básica, ao contrário, teve aumento de 0,28%, passando a R$ 867,95. Em relação a julho, o incremento absoluto é de R$ 2,43. No período de 12 meses, a elevação é de 4,12%, equivalente a R$ 34,32. Os itens com as maiores altas, em agosto, foram sabão em pó, 19%; leite condensado, 9,5%; feijão preto, 9%; creme dental, 8%; e tomate, 7%. As reduções mais significativas se concentraram no açúcar, 10%; presuntados, 6%; coxa de frango, 5,5%; papel higiênico e leite longa vida, 5%.