Coronavírus

Caxias do Sul tem 11 casos confirmados

Do total, três estão curados e apenas um internado em unidade de tratamento intensivo
27 de março de 2020 às 09:51

Prefeito e vice-prefeito pediram compreensão da comunidade (Foto Fabiana de Lucena, Divulgação)

A Secretaria da Saúde de Caxias do Sul registra a ocorrência de 11 casos confirmados de coronavírus na cidade. Destes, três estão curados, sete em isolamento domiciliar e um internado em unidade de tratamento intensivo. Trata-se de um homem, de 62 anos, que está no grupo dos quatro casos confirmados na quinta, 26.

O Município também anunciou a estruturação de um hospital de campanha, no Hospital Virvi Ramos, com capacidade para 49 leitos. Há, também, articulações para um segundo espaço, com mais 50 leitos. “Esperamos não ter que precisar, mas vamos deixar a situação encaminhada, caso haja algum descontrole no surto”, indicou a diretora das Vigilâncias municipais, Andréa Dal Bó.

A partir de critérios adotados pela Secretaria Estadual da Saúde, a diretora fez uma projeção futura sobre a possível incidência de casos do coronavírus, em Caxias do Sul. Tomando por base a população total estimada em 510 mil habitantes e a possibilidade de 10% serem afetados, a doença alcançaria 51 mil pessoas no período de quatro meses.

Do total, 41 mil apresentariam somente sintomas leves. Perto de 7,7 mil possivelmente precisariam de internação, sendo 60% por meio do SUS, e em torno de 350 teriam a necessidade de atendimento em unidades de tratamento intensivo. Atualmente, a cidade dispõe de 110 leitos em UTIs, envolvendo hospitais públicos e privados. Por conta desta defasagem, que se agrava na medida em que outra doenças também requerem a prestação deste serviço e por Caxias ser polo regional para atendimento de algumas enfermidades, a Prefeitura busca junto ao governo do Estado a ampliação de UTIs.

O vice-prefeito Edio Elói Frizzo reforçou que as medidas restritivas de circulação de pessoas na cidade têm o propósito de reduzir a velocidade do contágio, diluindo as ocorrências ao longo dos meses, e criando condições de o sistema de saúde suportar a demanda. Neste sentido, afirmou que, neste momento, a Administração não avalia a possibilidade de autorizar o retorno das aulas.

Em relação aos movimentos que defendem a reabertura do comércio e da indústria, indicou que a Prefeitura tem dialogado de forma permanente com entidades empresariais, de trabalhadores e da sociedade civil organizada para encontrar alternativas que não coloquem em risco o esforço até agora feito. “Vamos retomar de forma gradual. Um exemplo é a liberação do funcionamento das lotéricas, mas com horário restrito e atendimento dentro das determinações do Ministério da Saúde quanto à higiene e aglomeração de pessoas”, afirmou.

O prefeito Flavio Cassina elogiou os movimentos de solidariedade articulados por entidades empresariais e da sociedade em geral para dar melhores condições de trabalho aos profissionais da saúde. Reforçou o apelo para que as pessoas permaneçam em casa. “Vamos ajustando aos poucos as atividades que poderão voltar gradativamente. Estamos analisando os casos pontualmente para que não haja nenhum prejuízo. Já na próxima semana vamos fazer alguns anúncios. Renovo o pedido de compreensão de todos, que entendam o nosso papel, pois estamos entre a cruz e a espada”, assinalou.

Hospital Geral reage a notícias falsas

O Hospital Geral (HG) de Caxias do Sul, por meio de comunicado, assegurou que são falsos os diversos áudios compartilhados de forma extraoficial, em aplicativos de mensagens e outras mídias sociais, sobre supostos casos de coronavírus na instituição. O dado oficial é que, até o momento, o HG não registrou nenhum caso confirmado de Covid-19. “Na conjuntura de pandemia, reforça-se a importância da contribuição da população no sentido de não disseminar informações que não sejam oficiais, de fonte confiável e segura”, conclama a direção.

A instituição também adotou medidas restritivas para prevenir a disseminação do coronavírus. Dentre elas, a suspensão, por tempo indeterminado, de visitas aos pacientes internados. Também foi determinada a liberação de apenas um acompanhante, com idade entre 18 e 60 anos. Para os pacientes internados na UTI há a liberação de apenas um visitante no horário das 12h. É possível acompanhar as informações divulgadas pelo HG nos ambientes virtuais oficiais: www.hgcs.com.br, no Instagram @hospitalgeralcaxiasdosul e no Linkedin do Hospital Geral de Caxias do Sul.