Variedades

CULTURA: Ordovás vai receber visitas mediadas

Escolas e grupos interessados devem realizar agendamento prévio para conhecer o espaço
26 de agosto de 2019 às 10:49
Foto: Caroline Varta

Importante obra arquitetônica de Caxias do Sul, o Centro de Cultura Ordovás, está oferecendo gratuitamente, mediante agendamento pelo telefone (54) 3901-1316, visitas mediadas às suas dependências e arredores, para grupos de até 40 pessoas, de segunda a sexta-feira. No ato do agendamento, pode-se optar por realizar também oficinas de dança, teatro, artes visuais e/ou assistir a uma sessão de cinema. Essas atividades, com duração média de uma hora, são realizadas ao término do passeio.

Além de apresentar as dependências do Ordovás, como a Sala de Teatro Prof. Valentim Lazzarotto e a Galeria de Arte, a visita guiada percorre ainda: o Memorial da antiga cantina Luiz Antunes & Cia; o busto do Dr. Henrique Ordovás Filho; o pórtico da antiga Luiz Antunes & Cia; o prédio próximo da Casa das Etnias, onde funcionaram o antigo escritório e laboratório da empresa, que inclui uma visita a exposição do local que homenageia todas as etnias formadoras da cidade; e a vinagreira e a chaminé, símbolos da antiga cantina.

A companhia transitou pelo comércio de vinhos, o cultivo de uvas e a fabricação de produtos suínos entre as décadas de 1930 e 1950, considerado os anos de seu apogeu. Suas atividades foram oficialmente encerradas no início da década de 1980, legando à cidade algumas edificações arquitetônicas e muitas histórias para se contar. “Ao olhar para o passado, é possível perceber a grande afluência de fabricantes de vinho na região e como cada um deixou sua marca em Caxias”, comentou Claudete Maria Taiarol Travi, diretora do Centro de Cultura.

Opções de roteiros

1 - Centro de Cultura e sessão de cinema – em média 3h.

2 - Centro de Cultura e Galerias de Arte – em média 2h.

3 - Centro de Cultura, Galerias de Arte e oficina – em média 3h.

4 -  Visita mediada estendida ao Centro de Cultura (saídas para o pórtico, vinagreira, chaminé, Casa das Etnias e Galerias de Arte) – em média 3h.





Publicidade