Política

Bueno diz ser “feio” não ter médico

Vereador repercutiu postagem do Executivo utilizando o adjetivo para classificar pacientes que faltam às consultas marcadas pelo SUS
23 de maio de 2019 às 12:28
Foto: Gabriela Bento Alves, Divulgação

O vereador Rafael Bueno/PDT utilizou a tribuna do Legislativo, nesta quarta-feira (22), para criticar mensagem postada no Facebook da Prefeitura de Caxias do Sul, no dia 13 de maio, onde se refere aos pacientes que faltam às consultas marcadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A polêmica foi gerada pela expressão “Que feio, hein!”, iniciando a mensagem que acompanha matéria produzida pela assessoria de comunicação.

A publicação informa que, no primeiro trimestre deste ano, cerca de 6 mil pacientes deixaram de comparecer às consultas agendadas para o Centro Especializado de Saúde (CES). Na mensagem, o governo pede que as desistências sejam avisadas às Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e ao CES, com antecedência de 24 horas, a fim de a agenda ser revertida para outros pacientes.

Conforme Rafael Bueno, a postagem revela amadorismo do governo por ofender a população que precisa dos serviços do SUS. "Isso é um deboche com a população de Caxias do Sul, que madruga na fila das UBSs, no calvário das UBSs para tentar uma consulta, que precisa chegar às 4h30 da manhã, que teve que fazer protestos em Ana Rech e Santa Fé. As pessoas madrugam no sol, na chuva, agora está chegando o frio e não conseguem horário para serem atendidas por especialista", afirmou.

IRRESPONSABILIDADE

Rafael Bueno apresentou dados do quinto pedido de informações deste mandato, onde a secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou, em 31 de março, que a fila de espera é de 35.728 consultas, 8 mil esperam exames e 4.685 cirurgias. Segundo o vereador, o prefeito Daniel Guerra/PRB deveria usar as redes sociais para divulgar coisas mais úteis à sociedade. “Ele poderia divulgar os médicos que está contratando. Pedir desculpas à população por não ter aberto as UBS do Cristo Redentor, do São Vicente e a do Reolon em tempo hábil. Só abriu depois que o Ministério Público, por meio da minha denúncia, mandou. Foi incompetente, negligente com a vida. Isso sim é feio. Feio é não ter médicos nas UBSs, onde as pessoas imploram por atendimento”, salientou.

O vereador também se referiu ao manifesto do presidente da Amob Santa Fé, Joevil Reis da Silva, sobre declarações do secretário de Saúde, Júlio César Freitas da Rosa, que definiu como eleitoreiro o protesto dos moradores contra a falta de médicos na UBS do bairro. “Então, coloca nas redes sociais que feio, hein? E agora terceiriza a culpa por não ter médico, por não ter saúde. Feio é o descaso, a negligência com a vida”, concluiu.

Nunes quer multar quem falta à consulta

Durante contraponto ao pronunciamento de Rafael Bueno sobre a postagem do Executivo, o vereador Renato Nunes/PRlançou a ideia de criar um projeto de lei ou fazer uma indicação ao Executivo para regulamentar uma multa aos pacientes que faltarem às consultas marcadas no CES e nas UBSs. Ele discordou de Bueno sobre o Executivo ter faltado com respeito com os usuários do SUS.

Contudo, acredita que estes cidadãos não têm responsabilidade. “As pessoas que tiveram marcadas as suas consultas e não compareceram, para este vereador, não só é feio, mas também irresponsabilidade. Essas pessoas estão onerando os cofres públicos, colocando em risco a vida de outras que estão na fila de espera. Essas pessoas estão condicionando a fila de espera”, acusou.

Segundo Nunes, a ideia é de que a multa seja equivalente ao valor do horário perdido pelo médico agendado. A multa não se aplicaria a quem justificar a ausência.





Publicidade