Variedades

Bailarino bolsista passa a ter apoio de instituto

Iniciativa consiste em valorizar e incentivar a cultura por meio da prática de dança
18 de julho de 2019 às 10:20
Foto: Luís Henrique Bisol Ramon, Divulgação

Passos firmes, acompanhados de movimentos precisos que expressam muita leveza e delicadeza, são características do ballet. O pequeno Robert Nicolas Rodrigues, de 13 anos, domina esta técnica de dança e encanta em cada apresentação. Bolsista do Núcleo Artístico Ballet Margô, há três anos, já conseguiu se destacar em vários festivais, recebendo diversas premiações. Fato que chamou a atenção da equipe do Instituto Sérgio Lovato. Agora, ele passa a receber o apoio nas inscrições, transporte e figurino para as próximas apresentações.

A professora e produtora cultural Katherine Brusa explica que o projeto de bolsas de estudo do Ballet Margô iniciou em 2010 por meio do Financiarte. Robert chegou à escola para acompanhar a irmã em um dos processos para bolsistas. "Na hora, perguntei se ele também tinha interesse em participar. Robert fez o teste e já se destacou. No início fazia três aulas por semana, hoje vem escola todos os dias, praticando ballet, hip hop, contemporâneo, jazz, flamenco, pilates e alongamento", recorda.

Katherine também destaca a habilidade que ele possui em todos os estilos de dança oferecidos pela escola. "Percebemos que o trabalho é recíproco, ele é um filho para nós, sabemos que esta é uma oportunidade de seguir carreira, ainda mais um menino no ballet clássico, a sensação é de extremo orgulho", acrescenta.

Morador do Bairro Pôr do Sol, Zona Norte de Caxias do Sul, Robert é um exemplo de dedicação e persistência, de origem humilde, que se dedica ao aprimoramento dos passos de ballet. Na parte da manhã, estuda na Escola Municipal Fioravante Webber, no Bairro Pioneiro. Na parte da tarde, chega para treinar às 14h e fica na escola de até 21h. "É gratificante o meu dia a dia aqui, um constante aprendizado e aprimoramento das técnicas de dança. Para planejarmos um futuro precisamos de ferramentas e toda essa base que estou recebendo será de fundamental importância para que possa seguir a minha carreira”, assinala o jovem bailarino.

Apesar de ganhar a bolsa integral, que isenta Robert de pagar a mensalidade, os custos com deslocamento e roupas nas apresentações devem ser pagos à parte e são muito elevados. Fato que inviabiliza o sonho de muitos jovens de seguir a carreira na dança. "O Instituto foi fundado para mudar o caminho das pessoas, e este gesto de apoio ao jovem Robert é uma forma de valorizar a arte e a cultura. Sabemos que, com esta atitude, estaremos auxiliando ele na realização dos seus sonhos", comenta o presidente do Instituto Sérgio Lovato, Eduardo Lovato. Os próximos eventos em que Robert participará terão custeio do Instituto: Festival Internacional de Dança de Porto Alegre, Festival de Joinville e Bento em Dança.





Publicidade