Política

BÊNÇÃO DOS CAPUCHINHOS

27 de setembro de 2019 às 08:39

O plenário da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul acatou, na sessão de ontem (26), o pedido de vistas por dez dias, feito pelo vereador Gustavo Toigo/PDT, em relação ao projeto de lei que pretende instituir o evento Bênção na Praça. A ideia é protocolar uma emenda modificativa, mudando o objeto da proposição. Desta forma, a primeira discussão será transferida para a sessão do dia 08 de outubro.

A matéria é de autoria do colega de bancada, Velocino Uez. O objetivo é oficializar a tradicional bênção dos freis capuchinhos, que ocorre desde 2003.

A discussão ocorreu em meio à decisão do prefeito Daniel Guerra, que não autorizou a realização do evento religioso na Praça Dante Alighieri. “Eu vejo que não há empecilho, mesmo que muitos não concordem com a reforma da praça. Agora como não tem mais esse argumento, que se possa reverter, porque entre fazer na praça pública e fazer sem demérito, lá nos Capuchinhos, a população é muito mais difícil se deslocar para aquele local. A humildade engrandece qualquer cidadão, quando principalmente se mexe com a fé das pessoas”, avaliou Uez.

O pedido de adiamento feito por Toigo ocorreu depois de uma ponderação de Eloi Frizzo/PSB. Ele questionou a competência do parlamento em legislar sobre a matéria. “A minha dúvida é se nós vamos estar começando a abrir um precedente. Amanhã o vereador Renato, o  vereador Fiuza vão apresentar um projeto instituindo a Marcha para Jesus. O pessoal da umbanda, no dia 15 de novembro, vai promover a marcha do não sei do quê. A liberdade religiosa é inerente. A Constituição garante”, afirmou.





Publicidade