Polícia

Atiradores matam oito pessoas em escola

O comandante-geral da Polícia Militar de São Paulo, Marcelo Salles, informou que os dois jovens autores dos tiros na Escola Estadual Professor Raul Brasil na manhã desta quarta
14 de março de 2019

O comandante-geral da Polícia Militar de São Paulo, Marcelo Salles, informou que os dois jovens autores dos tiros na Escola Estadual Professor Raul Brasil na manhã desta quarta (13), em Suzano (SP), usaram um revólver calibre 38 e uma arma medieval semelhante a um arco e flecha. O ataque resultou em 10 mortes: cinco alunos, duas funcionárias do colégio, o proprietário de uma lava-jato e os dois atiradores, que se suicidaram.

Segundo os policiais, os atiradores atacaram, inicialmente, um lava-jato que estava ao lado do colégio e depois entraram na escola atirando na coordenadora pedagógica, num funcionário e nos estudantes. Eles foram identificados como Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Henrique de Castro, de 25 anos, ex-alunos do colégio.

O crime ocorreu por volta das 9h30. Segundo informações da Polícia Militar, dois jovens armados e encapuzados invadiram o local e efetuaram disparos contra os alunos. No total, 23 pessoas foram encaminhadas a unidades de saúde. Destas, 11 seguiam internadas no final do dia, duas em estado grave. A cidade de Suzano fica localizada a 57 quilômetros da capital paulista.





Publicidade