Economia

Anselmi transferirá área de tinturaria para Feliz

Empresária alerta para mudanças já em andamento nos hábitos do consumidor
02 de julho de 2019 às 12:45
Foto: Julio Soares/ Divulgação

Responsável pela geração atual de 400 empregos, a Malharia Anselmi prepara para o próximo ano a transferência do setor de tinturaria, atualmente localizado junto à matriz, em Farroupilha, para o prédio da antiga fábrica de calçados Reichert, na cidade de Feliz. O espaço foi adquirido pela marca da Serra e permitirá a qualificação do processo de tingimento dos produtos já prontos, especialmente pela proximidade com o rio Caí, para obtenção de água. Em Farroupilha, a água tem origem em poços artesianos. A área já é equipada com uma estação de tratamento, pois a fábrica de calçados também tinha um curtume.

A transferência abrirá espaço na estrutura de Farroupilha, mas a diretora Maria de Lourdes Anselmi prefere aguardar uma definição em torno da reforma da Previdência para dar encaminhamento ou não à expansão da produção. “Estamos aguardamos para ver para que lado levar a empresa. Se vamos crescer ou manter como está. O foco não é de ter a maior empresa, mas a melhor”, explicou. Mas adiantou que a tinturaria receberá novos equipamentos importados e mais tecnológicos. Considerou a reforma da Previdência como essencial para a retomada da atividade econômica.

De acordo com a empresária, apesar das incertezas, a Anselmi teve desempenho positivo no primeiro semestre, com situação adversa somente em junho. Segundo ela, a falta de frio impactou nas vendas do varejo, um dos principais canais de distribuição da empresa.

A empresária avalia que o momento é de muitas mudanças, com impactos representativos em todos os setores no prazo de cinco a 10 anos, e que estão a exigir muita atenção dos empresários. Maria de Lourdes entende que é preciso inovar, sistematicamente, e adotar políticas corretas de valorização do produto, mercado e dos colaboradores. Em relação a estes, anunciou que a empresa definiu a concessão do 14º salário neste ano, a partir da definição do incremento mínimo no resultado. “Começamos a fazer isto, mas queremos muito mais. Os colaboradores são fundamentais para o sucesso da empresa”, assinalou. Atualmente, além da fábrica de Farroupilha, tem área de costura em Alto Feliz, com mais de 100 empregados, e tecelagem em Feliz.

Para a venda tem lojas em Farroupilha, Porto Alegre, Gramado, Tijucas (SC) e São Paulo, esta aberta há 15 dias no shopping Iguatemi JK, em São Paulo, a partir de investimento de R$ 1 milhão. Maria de Lourdes destacou também iniciativas de comércio on line. “Atuamos em todos os canais de venda de forma a atender os mais diferentes públicos”, ressaltou. Ainda confirmou que já encaminhou a sucessão da empresa, que terá, futuramente, o filho Eduardo no comando. “As filhas Sandra e Patrícia abriram mão. Mas não será tão logo a mudança, ainda quero trabalhar por muito tempo e deixar um legado”, reforçou. A estrutura fabril da Anselmi é de 14 mil m².





Publicidade