Cidades

Alunos de Farroupilha montam automotor que roda 700 km/l

Unidade será apresentada em competição que estimula a criação de veículos com maior eficiência energética e menor consumo de combustível
16 de setembro de 2019 às 10:44
Foto: Divulgação

Alunos dos cursos de Engenharia Mecânica e Engenharia de Controle e Automação, acompanhados por professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFAR), participarão da Shell Eco-marathon. A competição, que será realizada no Rio de Janeiro entre os dias 16 e 19 deste mês, consiste na apresentação de veículos de maior eficiência energética e menor consumo de combustível. Construído pelos estudantes de institutos, faculdades e universidades de toda a América Latina, os protótipos podem superar a autonomia de 500 km por litro.

Embora a equipe Lanceiros Negros Eficiência Energética almeje ser campeã, o capitão Richard Alan Tosetto disse que o importante mesmo é o aprendizado e a tecnologia desenvolvida, que pode ser aplicada na produção de veículos em larga escala. Desde fevereiro deste ano, eles trabalham na montagem do protótipo de um carro de três rodas, movido a etanol, e com a estrutura toda em alumínio para que fique o mais leve possível. “Trabalhamos para que o protótipo alcance 700 quilômetros por litro. Queremos mostrar para todos o potencial da região”, destacou.

Nos testes realizados, semelhantes aos que serão exigidos na competição, Tosetto informou que os resultados foram interessantes, levando-se em conta o relevo acidentado da região. “Tenho certeza de que elaboramos um bom produto final”, assinalou. Os gastos com a viagem à capital carioca, cerca de R$ 15 mil, serão custeados pela Prefeitura de Farroupilha. A equipe vencedora do Shell Eco-marathon participará do campeonato mundial de eficiência energética, nos Estados Unidos, em 2020.

Integrantes

Richard Tosetto, Júlia Perin, Paula Dal Prá, Jovani Grando, Felipe Grando, Marcelo Schardong, Gustavo Pietroski e Luis Haefliger, e o professor Rafael Corrêa

Instituição tem verba congelada desde 2011

Inaugurado em agosto de 2010, o IFFAR atende atualmente perto de 1 mil alunos, desde a educação básica, cursos técnicos integrados em administração e informática, de graduação, pós-graduação e mestrado, juntamente com Caxias do Sul e Feliz. “Desde o início, formamos engenheiros, administradores e técnicos em análise de desenvolvimento de sistema. Também contribuímos para a educação pública gratuita. Em termos tecnológicos, construímos parcerias com grandes empresas nacionais”, destacou Leandro Lumbieri, diretor do IFFAR.Como principais entraves, Lumbieri cita os cortes orçamentários, praticados desde 2015, que já somam 40%. O orçamento é o mesmo de 2011, mas o número de alunos aumentou cinco vezes.





Publicidade