Economia

Agosto rompe série de quatro quedas

11 de setembro de 2019 às 09:26

A Intenção de Consumo das Famílias Gaúchas de agosto interrompeu a série de quedas dos últimos três meses, de acordo com pesquisa divulgada pela Fecomércio-RS. O indicador alcançou 90,5 pontos, aumento de 16,2% em relação ao mesmo período de 2018 e de 1,3% sobre julho. Para o presidente da entidade, Luiz Carlos Bohn, a divulgação dos saques do FGTS pode ter contribuído para a avaliação menos pessimista das famílias. No entanto, segundo ele, o cenário ainda não se consolidou. A alta na margem foi puxada pela redução do pessimismo nas famílias com até 10 salários mínimos. Famílias com renda superior a este patamar, que se encontram acima dos 100 pontos, tiveram pequena variação negativa. O indicador que mede a segurança com relação à situação do emprego variou -1,4% frente ao mês anterior (114,5 pontos), mas registrou alta em comparação a agosto do ano passado (15,6%). A avaliação quanto à situação da renda atual em relação ao ano passado também cresceu, com  12%. Na margem, o aumento foi de 1%. Esta variação ocorre após quatro meses de taxas negativas. Embora ainda abaixo do patamar neutro (98,8 pontos), o indicador referente ao nível de consumo atual cresceu 15,1% em comparação a agosto de 2018. No entanto, este aumento pela base extremamente deprimida.  Entre as expectativas, a perspectiva profissional alcançou 81,2 pontos, variação negativa de 1% em relação a julho, porém, crescimento de 10,9% sobre agosto do ano passado. Já a perspectiva de consumo registrou 99,6 pontos, crescimento de 15,5% sobre agosto do ano passado.





Publicidade