Economia

RS tem o combustível mais caro da região Sul

Pelo segundo mês, o Rio Grande do Sul teve o preço do etanol mais caro do país em julho
28 de agosto de 2019 às 11:45
Foto: José Cruz/Agência Brasil

Em julho, os postos da Região Sul apresentaram a segunda baixa consecutiva no preço dos combustíveis, mostra o levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Com exceção do gás veicular natural (GNV), os preços nas bombas recuaram em média 1% em todos os Estados, tendo como destaque os menores valores do Brasil para a gasolina, diesel comum e S-10. Já o etanol, tem na região o litro mais caro do País, registrado no Rio Grande do Sul, vendido a R$ 4,145.

"Mais uma vez, a alta variação de preços destaca-se nos postos da região, uma das mais altas de todo o território nacional. No caso do etanol, a diferença chega a 45%, quando se compara a média do litro vendido no Paraná, de R$ 2,854, com a de R$ 4,145, no Rio Grande do Sul. A gasolina também avançou na variação, que era de 11% no mês anterior e passou para 14%, em julho", comenta o Diretor-Geral de Frota e Soluções de Mobilidade da Edenred Brasil, Jean-Urbain Hubau (Jurb).

No recorte regional, os postos gaúchos lideram mês a mês com os maiores preços para todos os tipos de combustível, mesmo com o recuo de 2% no etanol e de 0,9% na gasolina, vendida a R$ 4,61. Santa Catarina permanece no ranking da gasolina mais barata, com o litro vendido a R$ 4,036, que também é a menor média nacional para o combustível. No Paraná, foram encontradas as médias mais baixas para o etanol, diesel comum e diesel S-10, comercializados a R$ 2,854, R$ 3,314 e R$ 3,385, respectivamente.

No contexto nacional, com exceção do diesel comum, foi mais um período de baixa nos postos de todo o País. Em julho, o combustível aumentou 0,5%, com o litro vendido a R$ 3,749. "O reajuste anunciado pela Petrobrás no fim do mês deve começar a se refletir nas bombas em agosto. Dessa forma, temos a previsão de mais um avanço no litro do diesel, como para os outros combustíveis no próximo período", completa Jurb.

A gasolina ficou 2% mais barata, com média de R$ 4,544. Já o etanol (R$ 3,535), com o recuo de 2,2%, destaca-se pela variação de preços, que chega a 24%, quando se compara a média da Região Sudeste (R$ 2,984) com a da Região Norte (R$ 3,927). O GNV recuou 0,14%, comercializado a R$ 3,336, ante os R$ 3,341 do mês anterior.





Publicidade