Roberto Hunoff

Pastilhas sem metais pesados

31 de outubro de 2019 às 08:40

Foto Divulgação

A Fras-le North America participou, até esta quinta (31), da North American Commercial Vehicle Show, realizada no Georgia World Congress Center, em Atlanta, nos Estados Unidos. O evento de negócios reuniu os principais fabricantes mundiais de caminhões, reboques e fornecedores de peças e componentes para veículos comerciais, totalizando 500 expositores, e 15 mil visitantes profissionais. A novidade da empresa foi a recém lançada pastilha de freio a ar GRN Tech, que antecipa-se à legislação americana, prevista para 2025, e restringe a utilização de cobre e outros materiais pesados na sua composição. A GRN Tech ainda assegura, segundo a fabricante, elevado poder de frenagem e alta durabilidade de pastilhas e discos de freio.

Atualmente, o material está rodando em diversas frotas nos Estados Unidos, em diferentes regiões, sendo submetido a diferentes aplicações. Os resultados já apurados, de acordo com a fabricante, atendem aos padrões dos clientes OEM. “É um produto único, uma solução ambientalmente correta e tecnologicamente avançada para exceder às mais elevadas expectativas de desempenho”, define Sérgio Carvalho, presidente da Fras-le e COO da Divisão Autopeças das Empresas Randon.

Ainda expôs outras duas pastilhas para freios hidráulicos Extreme Service, desenvolvidas para aplicações em ônibus escolares, ambulâncias e caminhões. São apresentadas como livres de cobre e com maior durabilidade e eficiência de frenagem em condições severas de uso, demonstrando elevado desempenho em alta temperatura. Igualmente livres de cobre, as pastilhas Magnun Pro foram projetadas para veículos comerciais médios. Dentre outros atributos, apresentam alto nível de conforto com menor incidência de ruído e vibração. Outro destaque foi a linha de disco de freio hidráulicos para aplicações comerciais médias, produto que está sendo lançado no mercado norte-americano a partir da recente aquisição da Fremax.

 

Boccati investe em e-commerce

Acompanhando o comportamento do mercado que vem aderindo cada vez mais às compras online, a Boccati reformulou sua plataforma de e-commerce, agora dividida por segmentos: vinhos e utilidades - a última voltada exclusivamente para pessoa jurídica. A maior demanda virtual dos produtos tem origem em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. O investimento foi feito com base em dados estatísticos. A Ebit Nielsen, empresa de mensuração e análise de dados, estimou crescimento de 15% no faturamento de e-commerce neste ano sobre o anterior. Os pedidos devem apresentar aumento de 12% e, o valor médio das compras, de 3%.

 

Primeira loja em Caxias

A Cobasi, pioneira no conceito de shopping para animais e uma das principais varejistas pet do país, inaugura na terça (5/11) sua primeira loja em Caxias. A operação de 1.300m², onde serão ofertados mais de 20 mil itens para animais de estimação, jardinagem, casa e piscina, funcionará no Iguatemi Caxias. Os consumidores terão acesso a rações e acessórios para diversas espécies, farmácia veterinária, flores, plantas, arranjos e objetos para decoração e manutenção da casa e do jardim. Cada setor da loja é identificado por texturas: o de aquarismo, por exemplo, remete ao fundo do mar; a jardinagem, a um estilo provençal; e farmácia tem imagens de animais que precisam de cuidados. Com 34 anos de liderança no varejo pet, a Cobasi é uma das poucas empresas do segmento de varejo com capital 100% nacional. Sua rede reúne 90 lojas, das quais 64 em São Paulo. O Rio Grande do Sul tem o segundo número, com sete.

 

Associativismo empresarial em pauta

O coordenador do Programa Empreender da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil, Carlos Alberto Rezende, será o palestrante da reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), na segunda-feira (4/11). Rezende falará sobre “O associativismo empresarial e seus resultados”. O evento será comemorativo aos 35 anos de fundação da Associação das Empresas de Pequeno Porte da Região Nordeste do RS (Microempa), entidade que congrega atualmente mais de 2,5 mil empresas associadas de diferentes segmentos.