APARTE

26 de setembro de 2019 às 08:40
Foto: Bruno Lara, Divulgação

Valei-me, Sartori

 

O líder de governo na Câmara, vereador Renato Nunes/PR, encerrou a sessão desta quarta-feira (25). Segundo ele, a oposição está com medo de perder a eleição municipal novamente, pois há muitos pré-candidatos, mas nenhum de forma oficial. Entre eles, se referiu ao ex-prefeito e ex-governador do Estado, José Ivo Sartori/MDB. “Está todo mundo rezando de joelhos. Pelo amor de Deus, Sartori, vem nos salvar! Vem nos salvar, Sartori. Porque o Sartori é o cara que, teoricamente, conseguiria reunir aquela galera toda de novo, os trocentos partidos aqueles. Só que o povo não é trouxa! Então, o tiro pode sair pela culatra”, avaliou.

 

TITANIC?

 

Na opinião de Renato Nunes, ele é o maior nome da oposição, contudo, acredita que o “Gringo” não concorrerá. “Sou capaz de apostar uma boiada que o Sartori não vem. O cara que foi vereador, deputado, prefeito eleito e reeleito, esteve como governador. Agora vai voltar de prefeito aqui para se incomodar, ainda para tentar salvar o Titanic que já está quebrado no meio?”, questionou o vereador, arrematando: “Querem que eu conte um segredinho aqui para os pares? Estamos mais fortes que antes. Vocês nos subestimaram uma vez. Perderam!”. Ao usar o termo Titanic, não ficou claro se a referência era a Prefeitura de Caxias ou a oposição.

 

R$ 20 MILHÕES

 

Este deverá ser o saldo da positivo das agendas em Brasília dos vereadores Adiló Didomenico/PTB e Rafael Bueno/PDT. Nesta terça e quarta-feira (24 e 24) eles percorreram gabinetes de deputados federais e senadores, no Congresso Nacional, em busca de verbas para os hospitais Geral, Pompéia e Virvi Ramos. A expectativa é de que sejam liberados R$ 5 milhões em emendas parlamentares individuais para o Pompéia e o Virvi Ramos. Para a bancada gaúcha os vereadores pediram mais R$ 15 milhões para HG. A decisão deverá sair no dia 10 de outubro, quando serão definidas as emendas em conjunto. Entre os autores das emendas estão os deputados do PDT, Marlon Santos, com R$ 600 mil para o HG, e R$ 100 mil para o Virvi; e Afonso Mota, que destinará R$ 100 mil para ambos os hospitais. Rafael Bueno explica que não conseguiu falar com o deputado Pompeo de Mattos, que está de licença paternidade. Na agenda em Brasília, também estiveram os diretores do Virvi Ramos, Geraldo Rocha Freitas Júnior, e do Geral, Sandro Junqueira.

 

FAZ PROPAGANDA PARA MIM?

 

Em meio ao debate sobre a construção da pia batismal pelo Samae, o vereador Alceu Thomé/PTB proporcionou um momento de descontração ao plenário. Lembrou quando a foto dele e dos outros quatro vereadores (Adiló Didomenico, Flavio Cassina, Rafael Bueno e Eloi Frizzo), que votaram pela admissibilidade do segundo pedido de impeachment do prefeito Daniel Guerra, de autoria do ex-vice-prefeito Ricardo Fabris, foram estampadas em um outdoor erguido em dois locais da cidade, em dezembro de 2017: na esquina das ruas Pinheiro Machado com Coronel Camisão e outro perto da Casa de Pedra. “Diante de tantas trapalhadas, digamos assim, eu até preparei um texto, porque o mundo dá voltas, vereador Frizzo. Pois agora eu gostaria de conhecer aquela equipe espetacular, quem sabe eles estariam dispostos a patrocinar mais alguns outdoors. Se alguém conhecer esses profissionais, por favor, me informe quem são, pois gostaria de solicitar que repitam a mesma proeza daquele período. Entendo que, nesse momento, seria uma grande propaganda, talvez contrária aos interesses desse governo”, afirmou Thomé, em alusão ao fato de que, nas últimas sessões, ele questionou os colegas vereadores que tiveram várias oportunidades e não aprovaram o impeachment de Daniel Guerra.