APARTE

05 de setembro de 2019 às 08:40
Foto: Juliane Ribas, Divulgação.

R$ 7 milhões para até 700 estagiários

Esta é a previsão do contrato assinado pelo Executivo com a empresa Banestágio, de Porto Alegre, para a seleção e contratação de estagiários para a Administração Direta e Indireta (Codeca, Samae e Ipam). Por meio de nota, a Secretaria de Recursos Humanos e Logística informou que a licitação prevê a contratação de acordo com a necessidade do Município. “O pagamento à empresa é realizado mensalmente, baseado na remuneração dos estagiários com contrato vigente. O valor estimado em R$ 7 milhões para um ano de prestação de serviço pode não se concretizar, ou seja, a despesa poderá ser menor”, diz a nota. Além disso, a contratada vai receber 1,88%, calculado apenas sobre a bolsa-auxílio dos estagiários, referente à taxa de administração dos contratos. Ainda segundo o documento, entre agosto de 2018 e julho deste ano, o valor com a agente de integração foi de R$ 6,4 milhões.

 

ARTICULAÇÃO I

O vereador Adiló Didomenico/PTB se reuniu, na tarde da terça-feira (3), em Porto Alegre, com a secretária estadual de Saúde, Arita Bergmann. O presidente do Sindigêneros, Eduardo Luis Slomp, e o gerente executivo da entidade, Vanderlei Fantinel, o técnico Ayres Chaves Lopes e a diretora do Centro Estadual de Vigilância em Saúde, Tani Maria Schilling Ranieri Muratore, também participaram do encontro. Em pauta, o pedido para que a portaria 146, atualmente revogada, não seja reeditada. Isso porque prejudicaria os pequenos varejistas, açougues e agroindústrias. A norma visava proibir a comercialização fracionada de carnes e embutidos. “Queremos uma normatização que atenda aos requisitos de boas práticas de higiene, não queremos tirar o poder de fiscalização, apenas queremos que as pequenas agroindústrias e o pequeno varejo seja escutado. Com aquela portaria, não há chance alguma de existir agroindústria, de continuar a Feira do Agricultor”, ponderou Adiló.

 

ARTICULAÇÃO II

O presidente da Comissão do Idoso, vereador Felipe Gremelmaier/MDB, também esteve na capital gaúcha em articulação por Caxias do Sul. Nesta quarta-feira (4), ele se encontrou, pela segunda vez, em menos de um mês, com o vice-governador e secretário estadual de Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior/PTB. A finalidade foi tratar da instalação da Delegacia Especial de Proteção ao Idoso de Caxias do Sul. Ele foi acompanhado pelo deputado estadual Carlos Búrigo/MDB. Ranolfo confirmou que estuda a viabilidade da delegacia. Ele disse que encomendou ao Observatório de Segurança Pública um levantamento de boletins de ocorrência nas quais as vítimas são idosos em Caxias. A outra agenda ocorreu em 15 de agosto. Gremelmaier foi acompanhado de uma comitiva do Parlamento Regional, com a presidente Patrícia Camassola/MDB, de São Marcos, e representantes de Nova Prata, Farroupilha e Antônio Prado.

 

CINCO REQUERIMENTOS

A avalanche de pedidos de informações ao Executivo de Caxias terá um novo capítulo, na sessão desta quinta-feira (5). Na Ordem do Dia, constam cinco novos requerimentos.

 

BOX

 

ALBERTO MENEGUZZI/PSB – sobre o Canil Municipal e sobre cargas horárias e sobreavisos dos servidores da Secretaria de Obras

 

COMISSÃO DE SAÚDE – sobre a atuação do IGH na UPA Zona Norte e sobre a empresa Lazaroto, que administra o Canil Municipal

 

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA – convocação do secretário Ederson de Albuquerque Cunha para esclarecimentos sobre a Guarda Municipal.