APARTE

02 de agosto de 2019 às 08:40
Foto: Pedro Rosano, Divulgação

Impeachment ou interdição?

O questionamento é do vereador Eloi Frizzo/PSB referente à postura do Executivo de Caxias no caso da Escola Arlinda Manfro. “O problema do atual prefeito já não é um caso de impeachment. É de interdição. É um problema de junta médica mesmo. Estou chegando a essa conclusão por conta das ações intempestivas, nariz empinado e arrogância”, afirmou. O socialista também pediu que a direção da Câmara entrasse na Justiça para garantir o acesso dos vereadores aos espaços públicos. “É um despropósito um vereador ser impedido de fiscalizar o Postão, de entrar em uma escola. Chegamos ao absurdo do totalitarismo, da ditadura que está encravada lá do outro lado [do Paço Municipal], de um sujeito que não dialoga com ninguém”, justificou.

 

BUENO 2020

Assim como Daniel Guerra foi 10, em 2016, nas eleições do ano que vem, Rafael Bueno pode ser 12. Essa foi a indicação do vereador Elisandro Fiuza/Republicanos, ontem. Ele lançou a candidatura do pedetista à Prefeitura de Caxias no ano que vem. A declaração ocorreu depois de pronunciamento do pedetista, criticando as decisões adotadas pelo Executivo. “Eu quero que o PDT lhe apoie para ser candidato a prefeito em 2020, não a vereador, porque o senhor conhece todas as dificuldades e tem a prerrogativa. Coloque seu nome à disposição para ser prefeito”, indicou.

 

ABRE O OLHO II

Pela segunda vez, esta semana, Rafael Bueno mandou alguém abrir os olhos. Nesta terça, ele falou que os chineses convidados pelo prefeito para virem à Caxias, em outubro e novembro, deveriam, literalmente, abrir os olhos com o convite para trocar tecnologia na educação. Isso porque, na opinião dele, Caxias está muito mal no setor e nada teria a oferecer. Na sessão de ontem, ele mandou um recado para Daniel Guerra: “Em cada secretaria, eu não tenho um olheiro, que me repassa as informações, inclusive teus CCs e pessoas do teu gabinete. Abre teu olho, hein! Tu andas muito bem acompanhado de pessoas que me dão as informações”.

 

MAIS UMA CONVOCAÇÃO

O presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico do Legislativo, vereador Gustavo Toigo/PDT, revelou que vai propor ao plenário, a convocação da secretária de Turismo, Renata Carraro. A finalidade é esclarecer todas as implicações decorrentes da intenção do Executivo em sair da região da Uva e vinho e entrar na das Hortênsias. Em apartes, Adiló Didomenico/PTB classificou a medida como irresponsabilidade e suposto ato de improbidade administrativa por parte da titular. Para Eloi Frizzo/PSB, ela está assumindo o ônus de uma decisão do prefeito.