Fernando Santos

APARTE

02 de julho de 2019 às 08:40
Foto: Marcelo Rech, Divulgação

CONVERSA DE BASE

 

O senador Luis Carlos Heinze/Progressistas visitou, nesta segunda-feira (1), a bancada do partido na Câmara de Vereadores de Caxias do Sul. Acompanhando do presidente do diretório municipal, Ricardo Golin, e da suplente, Drica de Lucena, Heinze foi recebido pelo vereador Arlindo Bandeira. O vereador Ricardo Daneluz/PDT também participou de um momento do encontro. Em pauta, temas como o Porto de Torres, Aeroporto Regional de Vila Oliva, a telefonia e luz trifásica no interior e inserção da Escola Família Agrícola da Serra na Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária, localizada em Fazenda Souza, entre outros temas.

 

PARA DESTRANCAR A PAUTA

 

Entre os seis projetos que podem ser votados, hoje (2), na Assembleia Legislativa, estão os que solicitam a autorização para vender a Companhia Estadual de Energia Elétrica, Companhia Riograndense de Mineração e Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul. Eles trancam a pauta de votações, por isso, serão os primeiros a serem deliberados. Em meio à discussão, também pode ser votado requerimento do deputado Luiz Fernando Mainardi/PT e outros oito parlamentares encaminhando recurso da decisão de negatória da admissibilidade da proposição de iniciativa popular protocolada na Casa, como Projeto de Decreto Legislativo, objetivando a realização de consulta plebiscitária para “decidir sobre a manutenção do direito dos cidadãos gaúchos ao plebiscito para alienação, transferência do controle acionário, cisão, incorporação, fusão ou extinção das três empresas públicas”.

 

Smel cresce no ranking da dança das cadeiras

 

A segunda nomeação de Márcia Rhor da Cruz para a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Smel) faz com que a pasta ganhe um ponto no ranking da troca de secretários pelo prefeito Daniel Guerra. Depois da primeira passagem dela pela Pasta – cuja saída foi emblemática pelo fato de Márcia ter chamado publicamente o Fiesporte de “imundícia” e entrado em choque com lideranças desportivas por causa disso - o cargo já foi exercido por Paulo Gedoz de Carvalho e Daniel Bianchi, totalizando quatro secretários em dois anos e meio de governo.

A Smel só perde para a Secretaria de Saúde, que já teve cinco titulares: Darcy Ribeiro Pinto Filho, Fernando Vivian, Deysi Piovesan, Geraldo da Rocha Freitas Júnior e, agora, Julio Cesar Freitas da Rosa. Em terceiro lugar no ranking vem a Secretaria de Segurança Púbica e Proteção Social, com três titulares: José Francisco Mallmann, Clovis Juvenal Pacheco e Ederson de Albuquerque Cunha.

 

A PRÁTICA FAZ O LÍDER

 

A nomeação do vereador Renato Nunes/PR como novo líder de governo na Câmara não pega ninguém de surpresa. Isso porque o discurso do cargo ele pratica em toda sessão. O parlamentar tem na situação o mesmo tom da oratória de oposição aos governos anteriores, no plenário do Legislativo. Se há uma racha na base aliada ao governo municipal, Renato Nunes nega. Mesmo que o ex-líder, Elisandro Fiuza/Republicanos, tenha deixado implícito, nas redes sociais, um material que, para bom analista, meias postagens bastam.

 

RELATÓRIO FOI PARAR NO MP

 

Em mais uma denúncia ao atual governo, o vereador Alberto Meneguzzi/PSB encaminhou, ontem (1), representação ao Ministério Público denunciando as péssimas condições de trabalho e a infraestrutura física das subprefeituras de Caxias. O documento foi direcionado ao promotor Ádrio Gelatti. No material, Meneguzzi anexou uma cópia do relatório da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes da Secretaria de Obras, onde consta o relatório das precariedades verificadas nas subprefeituras de Vila Seca, Forqueta, Criúva e Fazenda Souza.