Polícia

VIOLÊNCIA: Mulher denuncia agressão policial

Mulher também acusa ex-companheiro
13 de maio de 2019 às 12:45
Foto: Arquivo Pessoal

Uma moradora de Gramado, que preferiu não se identificar, registrou ter sido agredida, na madrugada de segunda (6), em Canela, quando saía de uma festa na localidade de Saiqui. Segundo relato, depois de uma discussão, seu ex-companheiro a teria agredido. “Meu ex-marido me deu um soco e quebrou o meu nariz”, denunciou.

Na delegacia de Canela, enquanto aguardava para registrar ocorrência, afirmou ter sido agredida por um policial militar. “Na delegacia fui covardemente agredida, sem motivo, por um policial, que deveria fazer a minha segurança. Ele puxou meus cabelos, me deu vários socos, quebrando um osso acima do olho esquerdo, além de hematomas pelo corpo”, indicou.

Segundo ela, outros policiais viram a agressão, mas nada fizeram. “A agressão só cessou quando chegou um policial civil. Neste momento, começaram a me ameaçar, dizendo que sabiam onde eu morava, que conheciam meus familiares. Por isso, era para ficar bem quietinha. A única palavra de conforto que escutei do delegado foi de que eles não iriam mais me fazer mal”, detalhou.

A vítima alega já ter passado por situações semelhantes em outros momentos. “Espero que todos os envolvidos sejam punidos, pois é uma situação que pode acontecer com outras mulheres. Mas até agora nada foi feito”, lamentou. Com medo de represálias, e por não possuir medida protetiva, a mulher de 33 anos e que tem um filho de outro relacionamento, saiu de Gramado. Polícia Civil e Brigada Militar investigam o caso.