Economia

Startup global apresenta novo modal de transporte

Penzin expôs tecnologia em reunião na CIC
28 de maio de 2019 às 13:00
Foto: Julio Soares/Objetiva, Divulgação

O diretor de Desenvolvimento de Negócios no Brasil da Hyperloop Transportation Technologies, Ricardo Penzin, palestrante da reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) desta segunda-feira (27), afirmou que não existe competitividade industrial sem logística, mas, no Brasil, o mindset ainda é muito tradicional, focado na rodovia e na ferrovia. Com o objetivo de colocar o país na rota das novas tecnologias de mobilidade, Penzin apresentou a Hyperloop TT, uma grande startup global, com sede nos Estados Unidos, que desenvolve um sistema de transporte baseado na inovação criada em 2013 por Elon Musk, fundador da Tesla, e que consiste em uma cápsula que levita em tubos de vácuo a velocidade que podem atingir até 1.200 km/h, superior a do som.

Penzin falou sobre a tecnologia presente no Hyperloop, o futuro do transporte e passageiros e cargas e os planos da empresa para o Brasil. “Estamos buscando parceiros no país e avaliando regiões que apresentem maior aderência ao negócio”, ressaltou. Há um ano, a empresa havia inaugurado um centro de inovação em logística na cidade de Contagem, em Minas Gerais. As atividades da operação, no entanto, foram encerradas neste mês.

De acordo com explicações do executivo, o transporte da Hyperloop é feito por meio de tubos em que cápsulas – “basicamente uma fuselagem de avião sem asas” - se movimentam por levitação eletromagnética e energia sustentável. Presente em vários países, a Hyperloop TT funciona no sistema de parcerias com várias outras organizações.

A empresa fechou acordo para a construção de um Hyperloop nos Emirados Árabes que deve entrar em operação até 2020. Também está construindo uma pista em Toulouse (França), que será testada no segundo semestre. A partir de 2023, a projeção é a construção de 200 km por ano de pistas.