Economia

Safra 2019 de laranja será o dobro da média anual

Incremento coloca a cidade como a segunda maior produtora da Serra
30 de abril de 2019 às 12:48

Caxias do Sul está colhendo as primeiras variedades de laranja nos seus 145 hectares de plantações. Conforme a Emater, a colheita da fruta pode chegar a 1.790 mil quilos em 2019, o dobro da média anual. Isso significa que o município é o segundo maior produtor da fruta na Serra Gaúcha. Neste mês, variedades precoces como laranja do céu estão sendo coletadas.

O crescimento das laranjeiras é mais consistente em regiões de clima mais ameno, desde que os solos sejam adequados. "Um dos diferenciais da laranja caxiense é a coloração intensa da fruta, devido à amplitude térmica presente na região, ou seja, dias quentes com noites frias. Essa característica é um diferencial dos outros estados produtores", explicou Ramon Sirtoli, engenheiro agrônomo e diretor executivo da Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Em Caxias são produzidas variedades como a valência e bahia, entre outras.

A laranja bahia, conhecida como umbigo, não apresenta sementes, tem casca amarela, polpa suculenta e sabor ácido e adocicado. Já a valência possui frutos com formato oval, casca ligeiramente grossa, tem suco de coloração amarelo forte e sabor doce.

O agricultor Rafael Potter, 47 anos, morador de Vila Cristina, deve colher 160 toneladas das laranjas salustiana e bahia. "A qualidade da fruta está boa. Este ano, infelizmente, minha safra não será muito grande devido à alternância das plantações", argumentou. A colheita ocorre de abril a novembro e a última variedade a ser colhida no município é a valência, no final de outubro. Na semana passada, na Ceasa, a laranja do céu era vendida a R$ 1,50 por quilo, estável em relação ao período anterior; a variedade valência teve recuo de 4,7% no preço, de R$ 1,50 para R$ 1,43 ao quilo.