Política

OPERAÇÃO LAVA JATO: Justiça Federal manda soltar Temer e mais sete

A decisão liminar é do desembargador federal Antonio Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2). Na tarde desta segunda (25), foram libertados da
26 de março de 2019

A decisão liminar é do desembargador federal Antonio Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2). Na tarde desta segunda (25), foram libertados da prisão o ex-presidente Michel Temer/MDB; o ex-ministro Moreira Franco/MDB; o amigo de Temer, coronel João Baptista Lima Filho, e mais cinco presos na operação deflagrada na quinta-feira (21) pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal (MPF). O mérito dos pedidos de habeas corpus ainda será avaliado pela Primeira Turma Especializada.

Temer foi preso, temporariamente, junto com Moreira Franco. Eles são acusados de integrar uma quadrilha que cometeu crimes de corrupção relacionados à construção da Usina Nuclear Angra 3. As prisões foram determinadas pelo juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, que julga os processos relacionados à Lava Jato no Rio de Janeiro. “Reafirmo, por fim, que sou a favor da operação chamada Lava-Jato. Reafirmo também que as investigações, as decisões, enfim tudo que, não só a ela concerne, mas a todas sem exceção, devem observar as garantias constitucionais, e as leis, sob pena de não serem legitimadas", justificou o desembargador.