Cidades

Moradores estão apreensivos com condição crítica de ponte

Um problema estrutural vem dando dor de cabeça a moradores da localidade de São Jorge da Mulada, em Criúva, no interior de Caxias do Sul. Uma ponte sobre o Arroio Mulada está
03 de abril de 2019

Um problema estrutural vem dando dor de cabeça a moradores da localidade de São Jorge da Mulada, em Criúva, no interior de Caxias do Sul. Uma ponte sobre o Arroio Mulada está com o muro de contenção a ponto de ceder definitivamente, deixando várias famílias da região com medo de trafegarem pelo local. A estrutura fica em uma estrada secundária sem asfaltamento, por onde trafegam carros de passeio, caminhões e até um micro-ônibus escolar.

De acordo com os moradores, o problema surgiu a cerca de um mês, quando um morador percebeu que havia desnível no local. Ele desceu pela encosta e percebeu que o muro de contenção abaixo da via estava parcialmente cedido. Além disso, a ponte é sustentada por uma única viga que também está a ponto de desmoronar. Conforme Bruna Machado dos Passos, 19 anos, uma das líderes da comunidade, a subprefeitura de Criúva está ciente da demanda, mas alega estar de mãos atadas enquanto espera por um guindaste.

Ao longo do dia, em quatro momentos, um micro-ônibus escolar passa pelo local com alunos da Escola João Pilati, de Criúva. O motorista do transporte, Ezio José Nunes dos Passos, 54 anos, afirma que leva também um monitor da instituição de ensino. A estrutura sofre com desgaste há anos e os moradores alegam que, quando chove, fica pior, pois há grande fluxo de água no local. Além do transporte escolar, caminhões de ração e carros de passeio trafegam na ponte. Em finais de semana, o fluxo aumenta em decorrência de chácaras que existem na região.

Conforme os moradores, a subprefeitura de Criúva alega já ter repassado a demanda para a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, mas que não houve retorno aos moradores. Há temor de que a ponte, que se eleva a cerca de três metros da superfície da água, possa ceder a qualquer momento. Há seis anos, um veículo perdeu o controle e caiu em um rio perto de outra ponte de Criúva. A motorista morreu. Há temor de que o acidente de repita, desta vez em virtude das más condições da ponte.