Economia

GRAMADO: Casa Show ocupa Rua Coberta

Marques defende a criação de condomínio industrial
29 de abril de 2019 às 12:25

Manter a produção de um móvel de qualidade e durável, ao mesmo tempo em que enxugavam custos, foi o que manteve as indústrias de móveis de Gramado em funcionamento no período de crise. Por isso, em 2019, quando a economia mostra sinais de recuperação, o setor moveleiro se renova para a 14ª edição do Gramado Casa Show, que terá abertura oficial ao público neste sábado (27), na Rua Coberta. A programação segue até 2 de junho, diariamente, das 10h às 20h.

Com o show room montado no Centro da cidade, o objetivo é fomentar em mais de 20% as vendas anuais das 11 empresas que integram a exposição. Se, antigamente, o evento aproveitava o público que começa a aquecer o turismo de inverno, hoje é a mostra que atrai pessoas de todo o Brasil para as tendências e novidades do setor. “Cada edição é uma caixinha de surpresas. Alguns moveleiros viajaram para o Salão do Móvel de Milão, na Itália, e trarão novidades. O público visitante é formado por pessoas que querem mobiliar suas casas, escritórios e apartamentos, bem como arquitetos, engenheiros e profissionais da área”, define Paulo Marques, presidente do Sindicato das Indústrias do Mobiliário da Região das Hortênsias (Sindmobil). Ele antecipa que a meta para 2020 é apresentar uma casa decorada, ao lado da mostra.

Uma das bandeiras do sindicato para elevar o ramo moveleiro é a construção de um condomínio industrial em Gramado. O assunto está sendo discutido com os chocolateiros e a construção civil, atividades que também podem se beneficiar, e com Prefeitura. Segundo Marques, estão em estudo áreas nos bairros Várzea Grande e Serra Grande.